Esportes

Lenon e Nenê Bonilha se despedem do Cuiabá que passa por reformulação para Série A

A barca que o Cuiabá começou a montar após a classificação para o Brasileirão deste ano e com o final do Campeonato Brasileiro da Série B ganhou novos integrantes no final de semana. O lateral-direito Lenon e o volante Nenê Bonilha se despediram do clube, voltaram para suas respectivas cidades e agradeceram pelos bons momentos vividos em Mato Grosso.

O lateral Lenon, que disputou apenas 12 jogos pelo Dourado na temporada e que passou a maior parte do contrato em recuperação de uma grave lesão, foi importantíssimo para o clube na reta final da Série B. Depois que Hayner deixou o clube, Lenon tomou conta da posição e deu a segurança pedida pelo treinador Allan Aal. Apesar do curto tempo, o lateral saiu de Cuiabá com boas lembranças que vão além das quatro linhas do gramado da Arena Pantanal.

“Pé na estrada. É o momento de me despedir da capital do Mato Grosso e do Cuiabá Esporte Clube, onde eu e minha família fomos muito agraciados e cuidados por Deus. Saio com a sensação que nossa missão foi cumprida da melhor forma. Gratidão é a palavra que melhor se encaixa nesse cenário. Deixo registrado o carinho e agradecimento aos amigos de trabalho, aos profissionais que conheci nesse tempo e, sem esquecer, à equipe médica responsável pela chegada do nosso filho Antônio – a nossa maior benção. Fico na torcida pelo Dourado, pelos companheiros que deixo e um até logo a esta cidade tão especial em nossas vidas. Rumo a novos desafios. Fecha-se um ciclo e inicia-se outro”, escreveu nas redes sociais em sua despedida.

O volante Nenê Bonilha chegou do Fortaleza e também foi peça importante na campanha vitoriosa do Cuiabá. Apesar de não ser titular absoluto, nem com Marcelo Chamusca nem com Aal, sempre compôs o grupo muito exigido pelo calendário apertado e correspondeu atuando em 21 partidas. Despediu-se ressaltando que entra para a história do clube.

“Hoje me despeço do Cuiabá a sensação de dever cumprido. Fica aqui meu agradecimento a todos funcionários, aos meus companheiros que se tornaram família e à comissão técnica por tudo. Esse grupo será lembrado por muito tempo. Fizemos história”, afirmou.

Conforme Só Notícias informou, o Dourado passa por uma reformulação, como tradicionalmente faz aos finais de temporada, e tem liberado jogadores que chegaram por empréstimo ou não renovado com aqueles que não pretendem utilizar na próxima temporada. Além de Lenon e Bonilha, já deixaram o clube o lateral-esquerdo Romário, o zagueiro Eduardo Kunde, o atacante Marcinho, Yago, Felipe Ferreira e Willians Santana.

Hoje pela manhã, o Cuiabá Esporte Clube confirmou que em comum acordo, Allan Aal não é mais o treinador da equipe. De acordo com nota divulgada nas redes sociais, a definição aconteceu, ontem, em conversas entre o comandante e a diretoria do Dourado.

Só Notícias/Marco Stamm (fotos: assessoria/arquivo)