quinta-feira, 29/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Jogadores do Jaciara ameaçam não jogar amanhã contra Cuiabá

PUBLICIDADE

A promessa de quitar os salários atrasados recentemente pela diretoria do Jaciara não foi cumprida e os jogadores ameaçam fazer greve. A está na iminência de perder o jogo deste domingo contra o Cuiabá por W.O. Apesar dos jogadores negarem, o presidente do clube Fábio Gardin e o técnico Carlos Rufino temem que os jogadores possam fazer uma greve pelo atraso de uma folha de pagamento. No jogo contra o Operário, os atletas aceitaram entrar em campo, horas antes da partida, mesmo assim com a promessa de receber o salário no dia seguinte, o que não aconteceu.

“Estou com a corda no pescoço, não é nenhum tipo de chantagem emocional. Estamos realmente sem dinheiro e muito menos sem ajuda de patrocinadores. Tenho até sábado (hoje), um dia antes do jogo com o Cuiabá, para quitar a folha e os jogadores entrarem em campo”, contou Gardin, ontem de manhã.

“Estou aqui em Cuiabá para correr atrás de ajuda, mas ainda não vi nenhuma luz no fim do túnel”, complementou o dirigente. “Perdemos dois patrocinadores”, resumiu. O técnico Carlos Rufino também se mostra preocupado. “O que estava no meu alcance já fiz, intervindo a greve junto ao grupo de jogadores. Agora cabe a diretoria encontrar um meio de abafar esse início de greve”, assinalou Rufino.

Até o fechamento desta edição, Fábio Gardin ainda não havia conseguido arranjar dinheiro. A folha de pagamento do Grêmio é de R$ 30 mil e o atraso já é de 19 dias.

“Entendo o lado dos jogadores, mas afinal, qual clube do futebol brasileiro não deve hoje ?”, argumentou Gardin, ao jornal A Gazeta.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Cuiabá conhece adversário das oitavas na Copa Verde

Bicampeão da Copa Verde, o Cuiabá conheceu o seu...

Grêmio é derrotado pelo São Luiz e volta a perder título da Recopa Gaúcha após 3 anos

O São Luiz conquistou seu primeiro título da temporada....
PUBLICIDADE