quarta-feira, 28/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Goleiro é principal duvida do Operário 5ª contra o União pelo quadrangular

PUBLICIDADE

Grande favorita ao título deste ano, após os bons resultados nos últimos jogos nesta fase decisiva do Mato-grossense, o líder do quadrangular semifinal do Campeonato Estadual com sete pontos, o Operário não tem nenhum problema para a partida desta quinta-feira contra o União, no Verdão. A reapresentação do elenco aconteceu na tarde de ontem, no Iate Clube de Várzea Grande. Mesmo com 100% de aproveitamento em partidas fora de casa nesta fase – dois jogos e duas vitórias -, a ordem no clube é manter “os pés no chão”.

Para a partida desta quinta-feira contra o União, o técnico Mosca terá todos os titulares à sua disposição. A única dúvida recai sobre a presença do goleiro titular Ernandes, que cumpriu suspensão automática na vitória sobre o Grêmio de 1 a 0. O jogador pode ser julgado esta noite pela expulsão contra o Colorado, na semana passada.

Independente de ser julgado ou não, Ernandes volta a brigar pela posição, pois Jean, ex-dono da camisa 1 do Tricolor, foi bem na vitória de domingo passado, em Jaciara. Por conta disso, Mosca prefere definir os 11 titulares só no coletivo de quarta-feira pela manhã, no Iate Clube.

Discussão – O presidente do Operário, Wendel Rodrigues, disse ontem que a diretoria do clube não teve influência alguma na decisão do presidente da FMF Carlos Orione em interditar o estádio Luthero Lopes, como alguns diretores unioninos estão dizendo à imprensa de Rondonópolis.

Um dia antes da partida, Wendel havia discutido com Orione sobre a escalação de Edílson Ramos da Mata. “Eu não queria o da Mata apitando aquele jogo,” disse o presidente ao jornal A Gazeta.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE