Esportes

Fluminense bate o Peñarol no Uruguai pela Sul-Americana

O Fluminense deu um passo importante para se classificar para as quartas de final da Copa Sul Americana ao derrotar o Peñarol, do Uruguai, por 2 a 1, em partida disputada na noite desta terça-feira no Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu.

Com o resultado, o Tricolor das Laranjeiras pode até empatar no jogo da volta, no Maracanã, para ficar com a vaga. Os gols do time carioca foram marcados pelo atacante colombiano Yony González, um em cada tempo. Gastón Rodriguez marcou para o time uruguaio no final do jogo.

O resultado premiou o comportamento da equipe brasileira que jogou com inteligência e soube aproveitar os espaços deixados pelo adversário que partiu para tentar a vitória e deixou espaços que foram aproveitados pela equipe dirigida por Fernando Diniz. O Peñarol mostrou um time desorganizado que mostrou muito empenho, mas pouca criatividade e acabou pagando por seus erros.

Os dois times começaram a partida com pouca agressividade. Muitos passes trocados no meio campo e poucas jogadas de ataque. Depois dos cinco minutos, o Peñarol passou a marcar a saída de bola do Fluminense para tentar impedir que a equipe brasileira saísse com tranquilidade para o ataque.

Aos 15 minutos, o estreante goleiro Muriel errou ao tentar dominar a bola e Igor Julião chegou primeiro do que Viatri e salvou sua equipe. Um minuto depois, o Fluminense marcou o primeiro gol. Marcos Paulo arrancou da sua intermediária e deixou Yony González livre para chutar e colocar a sua equipe na frente do placar.

Depois de sofrer o gol, o time uruguaio tentou se lançar ao ataque para buscar o empate, mas errava muitos passes e não conseguia incomodar a defesa tricolor. Aos 26 minutos,  Yony González e Marcos Paulo tabelam e a bola é passada a Pedro na área, mas o atacante se enrola e perde a chance de concluir.

Mesmo jogando em casa, o Peñarol encontrava muita dificuldade para chegar ao gol. Aos 29 minutos, Canobbio cruzou fechado e Muriel segurou firme.

O Fluminense desperdiçou uma boa chance para ampliar aos 33 minutos. Após cobrança de falta, Digão desviou, de cabeça, e Pedro mandou para fora. Em dividida com Daniel, o volante Gargano acertou uma cotovelada em Daniel. Depois de consultar o VAR, o árbitro advertiu o jogador uruguaio com cartão amarelo, revoltando os tricolores que queriam a expulsão do adversário.

O Peñarol quase empatou aos 46 minutos quando Viatri acertou uma bela cabeçada, mas Muriel fez grande defesa e evitou o empate. Logo depois, o goleiro tricolor brilhou novamente ao espalmar para escanteio um chute perigoso de Trindade.

O Fluminense voltou sem alterações para o segundo tempo. Ainda no primeiro minuto, pelo Peñarol, Trindade arriscou de longe e mandou para fora. O Tricolor respondeu com um chute de Yony González que não assustou o goleiro uruguaio. Aos dez minutos, Pedro recebeu de Ganso e bateu forte, mas o goleiro Dawson fez boa defesa.

A equipe da casa quase empatou aos 18 minutos, quando Brian Rodriguez cruzou e Gastón Rodriguez completou para o gol, mas Muriel fez grande defesa, evitando o gol.

Aos 25 minutos, o Tricolor das Laranjeiras ampliou, novamente com Yony González. O atacante colombiano foi lançado por Daniel, ganhou na corrida e tocou na saída do goleiro Dawson.

O time uruguaio desanimou com o segundo gol tricolor e quase sofreu o terceiro aos 32 minutos, quando Pedro cabeceou com muito perigo. O técnico Fernando Diniz tentou reforçar o sistema defensivo para suportar a pressão do Peñarol nos minutos finais e trocou o meia Ganso pelo volante Bruno Silva.

Na base do desespero, o Peñarol saiu para buscar o primeiro gol e acabou marcando aos 44 minutos através de Gastón Rodriguez que recebeu ótimo passe de Brian Rodriguez e completou para as redes, sem defesa para Muriel. Nos minutos finais, o time da casa pressionou, mas o Fluminense soube se defender e garantir o resultado.

Gazeta Esportiva (foto: Lucas Mercon/assessoria)