Esportes

Flamengo joga para o gasto e vence o Athletico-PR pela Copa do Brasil

O Flamengo jogou o suficiente para vencer o Athletico-PR por 1 a 0 na partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na noite desta quarta-feira. Bruno Henrique marcou o único gol do jogo na Arena da Baixada, em Curitiba.

Flamengo e Athletico fazem o jogo de volta na próxima quarta-feira, no Maracanã. Antes, porém, os dois entram em campo no domingo pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Fla recebe o São Paulo e o Furacão visita o Sport, em Recife.

O jogo – Flamengo e Athletico fizeram um primeiro tempo cauteloso na Arena da Baixada. Nenhuma das duas equipes se mandou para o ataque, mas também não ficaram só se defendendo. Procuraram o gol mas dosaram a intensidade.

O Flamengo parecia em uma rotação mais baixa do que no jogo contra o Inter, no domingo. O Furacão, por sua vez. evitava se expor demais. O resultado foram poucas chances de gol para ambos os lados, apesar do Fla ter sido mais incisivo.

Aos 19 minutos, Arão tocou para Isla no bico da área pela direita e o chileno cruzou pelo alto. Pedro dividiu com Santos e a bola foi no travessão, mas caiu de volta na pequena área e Bruno Henrique estava lá para tocar para a rede.

O gol não alterou o ritmo do Athletico, que continuou tentando dar velocidade ao jogo, mas a defesa do Flamengo estava bem postada e levou a melhor.

As duas equipes voltaram para o segundo tempo sem alterações, mas com o Athletico mais ligado. O Furacão adiantou a marcação e tentou pressionar o Flamengo em seu campo. A equipe carioca continuou cadenciando o jogo.

O Furacão chegou perto aos dez num chute de Walter que Hugo fez grande defesa. O Flamengo respondeu aos 13 quando Isla levantou na área e Pedro, de frente para o gol e sem marcação, cabeceou em cima de Santos.

O Athletico forçou a marcação na saída de bola do Flamengo e criou dificuldades para os cariocas. Aos 17, Marcio Azevedo recebeu na esquerda e cruzou na medida para Léo Cittadini, que cabeceou para fora. Um minuto depois, Reinaldo recebeu de Walter, entrou na área e chutou rasteiro. Hugo fez defesa sensacional e evitou o empate.

Aos 31, Léo Cittadini recebe na esquerda da área, mata no peito e ia partir para o gol mas é derrubado por Renê. Com apoio do VAR, o árbitro marcou o pênalti. Walter cobrou forte no canto esquerdo, mas a noite era de Hugo.

O Flamengo quase ampliou num contra-ataque aos 33. Isla lançou Bruno Henrique, que deu uma finta no marcador e bateu cruzado, mas a bola tirou tinta da trave e saiu. O Furacão tentou até o fim mas o Flamengo soube segurar o resultado.

Gazeta Esportiva (foto: Alexandre Vidal/assessoria)