Esportes

Dom Bosco questiona CBF e quer vaga do Luverdense na Copa do Brasil

A disputa da terceira colocação do Campeonato Mato-grossense do ano passado será decidida pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF), no Rio de Janeiro. Conquistada pelo Luverdense, a terceira vaga de Mato Grosso na Copa do Brasil deste ano é questionada pelo Dom Bosco, que perdeu a disputa extra na melhor de dois jogos no fim de 2020. No dia 28 de dezembro do ano passado, o jurídico do Azulão da Colina protocolou junto à Diretoria de Competições da entidade uma consulta visando a legalidade do time do interior do Estado em fazer parte do torneio nacional.

No entendimento do clube, o time de Lucas do Rio Verde não está apto a disputar a Copa do Brasil deste ano pelo fato de ter desistido do Campeonato Brasileiro da Série D em 2020. A legislação desportiva prevê multa e suspensão por um período de dois anos a quem desistir das competições organizadas pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Quando oficializou sua desistência da Série D, o Luverdense já teria perdido o prazo para o seu afastamento.

Na época, o Verdão do Norte alegou a sua saída do campeonato por causa do novo coronavírus que paralisou todos os torneios no Brasil inteiro. Para amenizar a situação dos clubes, a CBF deu suporte financeiro no valor de R$ 120 mil. Na vaga deixada pelo Luverdense, o Sinop é quem acabou indo para a disputa.

A Copa do Brasil deste ano começará a ser disputado no dia 3 de março. Até lá, o Dom Bosco vive a expectativa do resultado da consulta e automaticamente ser contemplado com a classificação. Na primeira fase do torneio nacionala, os clubes embolsam um montante de R$ 600 mil. Este recurso é visto como um ‘fôlego’ financeiro aos pequenos clubes do futebol nacional.

No caso do Dom Bosco, esta quantia viabilizará todo o planejamento do clube para esta temporada, inclusive, um time competitivo para a disputa do Campeonato Mato-grossense, marcado para iniciar no dia 28 de fevereiro. Além de Luverdense, vão representar o Estado o Nova Mutum, campeão e o União, vice.

A Gazeta (foto: assessoria/arquivo)