Esportes

Diretoria do Sinop fará rescisão com atletas caso não haja definição sobre Mato-grossense

Com a suspensão do Campeonato Mato-grossense que já se estende há duas semanas, as equipes do Estado vêm buscando maneiras de reduzir gastos para não amargarem uma crise maior. Com o Sinop Futebol Clube não é diferente, e a diretoria já planeja tomar atitudes mais drásticas caso não haja uma definição do futuro do certame até o próximo dia 10.

“Vamos acabar reincidindo com os jogadores se não resolver nada até essa data. Ao todo são 26 registrados, vou manter as pratas da casa conosco e dar baixa no restante, são pelo menos 17 atletas que reincidiremos caso não haja uma posição oficial”, revelou, ao Só Notícias, o presidente Agnaldo Turra.

Inicialmente todos os atletas foram liberados, mas os contratos foram mantidos junto à Federação Brasileira de Futebol (CBF). Para a liberação, que começou no último dia 19, o Galo do Norte ainda precisou fazer o acerto com os jogadores. “Ainda não fechamos o valor total gasto com as dispensas, mas só de passagem foram mais de R$ 13 mil”, ressaltou Turra.

Conforme Só Notícias já informou, o presidente já havia apontado que a paralisação do Campeonato Mato-grossense, já estava causando impactos financeiros na gestão do clube. Na ocasião, ele citou que o time deixaria de arrecadar com ingressos nas quartas de final, além de um patrocínio que era para se concretizar de um novo parceiro, mas foi cancelado por conta da suspensão.

Já a Federação Mato-grossense de Futebol garante que o futuro do Campeonato Estadual dependerá da definição em conjunto com os clubes participantes. No entanto, a decisão ainda não tem data para ser tomada, já que está sendo aguardado um posicionamento da Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)