Esportes

Cuiabá prega respeito ao Operário e exalta setor defensivo do adversário

Mesmo com o otimismo por ter trilhado duas goleadas nas fases eliminatórias diante do Dom Bosco e do Luverdense para chegar até a final do Campeonato Mato-grossense Eletromóveis Martinello 2019, a palavra de ordem no Cuiabá para a decisão diante do Operário-VG é cautela. Isso porque o Dourado ainda não conseguiu vencer o Chicote neste campeonato e reconhece as qualidades defensivas do time de Várzea Grande.

O meia do Cuiabá, Escobar, entende que o Operário deve chegar mais forte após ter estudado melhor o Dourado e diz que a chave para a vitória é ter paciência para rodar a bola em frente à defesa operariana e atacar com precisão quando surgirem as brechas.

“São os dois melhores que chegaram à final. Os dois primeiros jogos que jogamos já mostra um equilíbrio e a equipe deles se defendeu um pouquinho mais na ocasião. Mas acredito que agora, por ser uma final, eles estudaram um pouco mais o nosso time. Para nós também está sendo uma semana de estudo e de intensificação para ver onde a gente encontra as brechas para entrar no time deles. Eu creio que vai ser uma partida bem difícil e vai ser decidido nos detalhes”, analisou.

Apesar do respeito, o histórico de disputa entre os times mostra ampla vantagem para o Cuiabá, que de 11 partidas jogadas, venceu oito e empatou três. Um dos empates foi pela oitava rodada do Estadual deste ano, quando a partida terminou em 1 a 1.

Cuiabá e Operário começam a decisão do Mato-grossense este domingo em partida na Arena Pantanal. O segundo jogo da final será no próximo domingo, também na capital.

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: arquivo/assessoria)