Esportes

Cuiabá poupou titulares na Série B para tentar reverter placar na Copa Verde

Com foco total na segunda partida da final da Copa Verde, quarta-feira, contra o Paysandu, em Belém, o Cuiabá, que já tem a permanência garantida na Série B do Campeonato Brasileiro da Série B e que não tem mais possibilidades de subir para a primeira divisão, poupou praticamente um time inteiro no empate de ontem contra o Figueirense, pela 36ª rodada da segundona. Pelas circunstâncias, o treinador do Dourado, Marcelo Chamusca, considerou o 1 a 1 um resultado justo para as duas equipes.

O Cuiabá entrou em campo com apenas três jogadores titulares para poupar os demais atletas, que vinham de uma sequência de oito jogos com descanso de três dias. A opção de escalação, justificou Chamusca, foi pela condição física, tanto para treino quanto para jogo.

O Dourado entrou em campo com Victor Souza; Jonas (Toty), Léo, Hélder Maciel e Alex Ruan; Moisés, Djavan e Renan Bressan (Alê); Lucas Braga, Agustín Gutiérrez (Felipe Marques) e Josiel. Mesmo assim, conseguiu equilibrar o jogo e levar perigo ao gol do ameaçado Figueirense.

“Eu fico muito contente com a disciplina do grupo. O objetivo era vir aqui e tentar vencer, mas estamos levando um ponto e preparamos bem este grupo de atletas que jogou hoje para o mais importante para nós neste momento, que é o segundo jogo da final da Copa Verde”, declarou o treinador.

Agora o foco é todo voltado para a Copa Verde. No primeiro jogo, em Cuiabá, o Dourado sofreu um revés e perdeu por 1 a 0. Na quarta, o time precisa vencer por uma diferença de dois gols para levar o bicampeonato da competição.

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: arquivo/assessoria)