Esportes

Cuiabá perde para o Vila Nova, mas termina Série B na 8ª colocação com campanha histórica

O Cuiabá encerrou, há pouco, sua participação histórica, em partida válida pela última rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. No jogo disputado na Arena Pantanal, o Dourado, pouco inspirado, enfrentou o já rebaixado Vila Nova e foi derrotado por 2 a 1. Com o revés, o Cuiabá ficou com a marca de 52 pontos, com 13 vitórias, 13 empates e 12 derrotas, além de 43 gols marcados contra 40 sofridos, se consolidando na 8ª colocação da competição nacional.

O Cuiabá começou dominando o confronto com o Vila Nova trocando mais passes. A primeira grande jogada saiu aos 5 minutos. Djavan recebeu passe de Léo e bateu da entrada da área, assustando o goleiro Cleriston do Tigre e arrancando grito da torcida do Dourado. Já aos 8, após passe errado de Moisés, no campo de defesa, o time goiano conseguiu criar a primeira chance, com Bruno Mezenga batendo de fora da área. A bola desviou na zaga cuiabana e ficou com o goleiro Victor.

Aos 12, o Vila Nova abriu o placar depois de uma bela troca de passes. Erick conseguiu fazer cruzamento, Elivelton ajeitou de cabeça e deixou Mezenga livre na pequena área. O atacante só teve o trabalho de escorar a bola para o fundo do gol. Cuiabá 0 x 1 Vila Nova.

A equipe cuiabana acabou sentindo o gol sofrido. Aos 14, o Vila Nova por pouco não ampliou o placar. Mezenga recebeu livre do lado direito e bateu forte, assustando a torcida do Dourado. A bola passou pelo lado direito da meta. Aos 17, escanteio para o time goiano. Elias bateu curto para trás, Felipe recebeu e lançou a bola na grande área e após bate-rebate, a zaga do Dourado conseguiu evitar o segundo gol.

Já aos 20, o Cuiabá conseguiu a primeira grande chance depois de sair atrás no placar. Renan Bressan recebeu na entrada da área e bateu rasteiro no canto esquerdo. O goleiro Cleriston conseguiu pular e salvar a equipe goiana. Aos 26, o Dourado voltou ao ataque, com Felipe Marques chutando de muito longe. A bola quicou na entrada da pequena área, mas Cleriston novamente defendeu.

Com o passar do susto após o tento reverso, o Cuiabá voltou a mandar na partida. Aos 28, Lucas Braga invadiu a área do Tigre, tirou a zaga e bateu forte, porém em dois tempos o goleiro do Vila conseguiu fazer a defesa. Aos 32, por pouco o Cuiabá não chegou ao empate novamente. Djavan, arrancou do meio campo, tirou o zagueiro Jussani, ficou cara a cara com o goleiro Cleriston, bateu firme com o pé esquerdo, mas mandou a bola para fora. O lance levantou a torcida do Dourado.

Aos 43, o Cuiabá voltou a oferecer perigo ao gol adversário em nova arrancada de Lucas Braga, que conseguiu invadir a área e bateu firme, mas Elivelton conseguiu cortar dando carrinho. Aos 45, o goleiro Cleriston salvou mais uma vez o time goiano em uma bela defesa, após Felipe Marques bater forte no ângulo direito.

Aos 46, em contra-ataque cedido em rebote de escanteio, o Vila quase ampliou o placar. Em jogada bem trabalhada, Elias bateu, mas a zaga cuiabana conseguiu evitar o gol. A jogada resultou em escanteio favorecendo a equipe goiana. Após cruzamento, Patrick Marcelino cabeceou do meio da área e a bola passou muito perto pelo lado direito do gol cuiabano.

Na segunda etapa, o Dourado fez substituição. Saiu Djavan e entrou Escudero. Já no time goiano, Gustavo Henrique deu lugar a Robinho. A primeira boa jogada do segundo tempo saiu aos 5 minutos e foi para o Dourado. Jefinho bateu da entrada da área, mas a bola passou sobre o gol adversário.

Logo aos 10, Escudero que era vaiado pela torcida do Dourado e havia acabado de entrar precisou ser substituído após sentir dores na coxa. Ele deu lugar a Agustin Gutiérrez, que conseguiu dar nova cara a equipe.

Aos 14, o time do Cuiabá conseguiu chegar outra vez no ataque. Em jogada pela direita, Lucas Braga cruzou rasteiro mas a zaga do Vila conseguiu interceptar a jogada. Em seguida, nos 15, Agustin bateu bonito de fora da área, e em bela defesa, o goleiro Cleriston conseguiu evitar o empate.

Nos 19, Dourado teve outra boa chance de empatar. Léo se infiltrou na zaga adversária e conseguiu fazer cruzamento. A bola atravessou toda a área do Vila Nova, mas ninguém conseguiu desviar para o gol. Aos 21, novamente Léo voltou a criar chance para o Cuiabá, em batida de longe. A bola passou pelo lado esquerdo da meta do Tigre.

Aos 24, o árbitro Felipe Gomes deu pênalti para o Cuiabá. Agustin arrancou, invadiu a área adversária e foi derrubado por Felipe Rodrigues. O lance gerou muita reclamação do time goiano, mas 3 minutos depois da marcação Moisés bateu forte no ângulo direito e converteu a cobrança empatando a partida. Cuiabá 1 x 1 Vila Nova.

Aos 36, quando o jogo já parecia decidido, Robinho em linda jogada de contra-ataque do Vila, deixou a zaga cuiabana no chão e deu assistência a Elias, que sozinho, com finalização rasteira de pé esquerdo, colocou o time goiano na frente do placar novamente. Cuiabá 1 x 2 Vila Nova.

Na marca dos 40, o Cuiabá voltou a ter chance de gol, após Paulinho fazer cobrança de escanteio, Anderson Conceição cabeceou firme, mas a bola passou sobre o gol goiano. Já no apagar das luzes, nos acréscimos o jogo ficou ainda mais movimentado e o Dourado voltou a criar com perigo. Pela esquerda, Agustiu cruzou rasteiro, mas a bola não encontrou nenhum jogador cuiabano e saiu pela linha lateral direita.

Aos 50, em novo cruzamento pela direita, Anderson Conceição cabeceou com perigo para fora. A última chance foi aos 52, quando Paulinho alçou a bola na área e Felipe Marques cabeceou, porém Cleriston salvou o Vila Nova novamente, garantindo a vitória da equipe que mesmo com o resultado positivo, ficou na última colocação da Série B do Campeonato Brasileiro e vai disputar a Série C do próximo ano.

Já o Cuiabá fez a melhor campanha de um time mato-grossense na Série B do Brasileiro. Até então, o recorde pertencia ao Luverdense, que em 2016 ficou na 9ª colocação. Agora, o Dourado, que acumulou dois títulos nessa temporada e o acesso direto as oitavas de finais da Copa do Brasil de 2020 –  onde garantiu mais de R$ 2 milhões – só volta a campo no dia 22 de janeiro, às 20h30, na Arena Pantanal, quando enfrenta o Nova Mutum pela estreia do Campeonato Mato-grossense.

Só Notícias/Luan Cordeiro (fotos: assessoria)