Esportes

Cruzeiro sofre, mas vence Botafogo-SP em sua estreia na Série B do Brasileiro

O Cruzeiro iniciou sua trajetória na Série B do Campeonato Brasileiro com vitória. A Raposa recebeu o Botafogo-SP, neste sábado no Mineirão, e venceu por 2 a 1, pela 1ª rodada da competição nacional.

O time Enderson Moreira deu resposta positiva após eliminação precoce no Campeonato Mineiro. Os mandantes abriram o placar no início da segunda etapa com Cacá, sofreram o empate nos pés de Wellington Tanque já aos 40 minutos, mas responderam com Jean, aos 42, para garantir a vitória.

Com o triunfo, os mineiros somam -3 pontos na tabela – antes da competição, o clube foi punido com a perda de seis pontos. Na próxima terça-feira, o Cruzeiro visita o Guarani, às 20h30 (Brasília), pela 2ª rodada. Já o Botafogo-SP recebe o Confiança-SE, no mesmo dia, às 19h15.

Mandante, o Cruzeiro tomou a iniciativa da partida desde o início. Rondando a área da equipe paulista, a Raposa teve chance logo aos quatro minutos, com chute de Maurício após cruzamento de Stênio. Os visitantes responderam aos dez, em pancada de fora da área de Naldo.

Aos 22, o time da casa retrucou na mesma medida: Marcelo Moreno experimentou à distância e exigiu boa defesa do goleiro Darley. Aos 43, Maurício teve nova chance, mas o chute da entrada da área foi desviado e saiu. Mesmo com a pressão, a Raposa foi para os vestiários com o 0 a 0.

O jogo mudou de figura no segundo tempo. O Cruzeiro seguiu no ataque e desta vez conseguiu ser mais efetivo. Aos 17, Cáceres dominou bola na entrada da área após rebote de escanteio. O lateral, olhou, ameaçou e cruzou na pequena área. O zagueiro Cacá apareceu sozinho e cabeceou para abrir o placar.

Foi o segundo tento do defensor na temporada, que já havia marcado na vitória contra a URT por 3 a 0, pelo Campeonato Mineiro.

Após o gol, o Cruzeiro recuou e deu espaço para o Botafogo-SP jogar. A melhor chance dos paulistas veio aos 40 minutos. Cruzamento na área e Ferreira cabeceou sozinho para grande defesa de Fábio; no rebote, Wellington Tanque dominou, ajeitou e bateu firme para empatar.

Mas a comemoração dos visitantes durou pouco. Dois minutos depois, Wellinton, que substituiu Stênio no 2º tempo, fez grande jogada pela esquerda, passou por dois marcados e rolou rasteiro para trás. Jean, que entrou no lugar de Maurício, bateu rasteiro da entrada da área e acertou o canto esquerdo. 2 a 1.

Nos acréscimos, o Botafogo-SP ainda foi para cima e reclamou de pênalti após bate-rebate dentro da área, mas o árbitro Alisson Sidnei Furtado mandou o jogo seguir. Vitória cruzeirense.

Gazeta Esportiva (foto: Gustavo Aleixo/assessoria)