terça-feira, 5/março/2024
PUBLICIDADE

Corinthians vence o Palmeiras pelo Brasileirão

PUBLICIDADE

Ele chegou sem badalação, não teve sirene em sua chegada, mas em sua primeira atuação com a camisa do Corinthians, Mascherano mostrou que veio para dar uma nova cara ao Timão e ajudou o alvinegro a vencer o Palmeiras por 3 a 1, neste domingo, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O “Chefinho” levou a melhor no confronto com Gamarra, liderou o Corinthians e teve participação decisiva no terceiro gol, desarmando o estreante paraguaio para a jogada, que resultou no gol de Rosinei, meia que marcou dois gols e substituiu muito bem o “galático” Carlos Alberto, que teve novamente uma fraca atuação.

Ele chegou sem badalação, não teve sirene em sua chegada, mas em sua primeira atuação com a camisa do Corinthians, Mascherano mostrou que veio para dar uma nova cara ao Timão e ajudou o alvinegro a vencer o Palmeiras por 3 a 1, neste domingo, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.
O “Chefinho” levou a melhor no confronto com Gamarra, liderou o Corinthians e teve participação decisiva no terceiro gol, desarmando o estreante paraguaio para a jogada, que resultou no gol de Rosinei, meia que marcou dois gols e substituiu muito bem o “galático” Carlos Alberto, que teve novamente uma fraca atuação.

O resultado acaba com a seqüência de duas derrotas do Timão, que vai a 19 pontos e assume provisoriamente a quinta posição do Nacional. Já o Palmeiras voltará a enfrentar uma semana turbulenta, com críticas ao trabalho do técnico Paulo Bonamigo, que terá de conviver novamente com a “sombra” de Emerson Leão.

O revés manteve o Palmeiras em péssima situação no Brasileiro, pois o alviverde fica com os mesmos 13 pontos e amarga a 15ª colocação, apenas quatro a mais que o Vasco, primeiro time ameaçado pelo rebaixamento à Série B.

Na etapa final, a partida foi bastante movimentada, com o time de Parque São Jorge com maior posse de bola, mas sem força no ataque. No segundo tempo, Leonardo Silva colocou o Palmeiras na frente, aos cinco minutos, mas a reação alvinegra foi rápida com Gustavo Nery, dois minutos depois. A partir daí, o Timão foi melhor e definiu o clássico com dois gols de Rosinei, aos 16 e aos 21 minutos.

Na próxima rodada, o Corinthians encara o Paraná, fora de casa, neste sábado. No dia seguinte, o Palmeiras busca sua reabilitação contra o Fortaleza, em casa, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O jogo
Sem o meia Juninho Paulista, o técnico Paulo Bonamigo retomou o esquema 3-5-2 e o time passou um sufoco nos minutos iniciais. O estreante Mascherano atuava como líbero e foi dele o passe que deixou Jô na cara do gol, aos dois minutos, mas o atacante pegou muito mal e isolou.

Aos quatro, Marcos espalmou a cobrança de falta de Roger da intermediária. Recuado, o Verdão optou por esperar um erro do rival e, desta forma, a equipe teve a primeira oportunidade, aos 15, quando Marinho saiu jogando errado, Pedrinho lançou Alex Afonso, que errou na finalização.

Apesar do susto, o Corinthians seguiu com maior posse de bola, mas não transformava este domínio em oportunidades. Com o meia Carlos Alberto mais uma vez apagado, Tevez passou a buscar o jogo e, apenas assim, o alvinegro voltou a ameaçar. Aos 19, o argentino foi lançado por Mascherano, mas outro estreante, o paraguaio Gamarra, afastou.

Seis minutos depois, o ex-corintiano acabou responsável pela melhor chance palmeirense, ao pegar de voleio um cruzamento da direita, mas Fábio Costa, bem posicionado, salvou o Timão. A partir daí, o Corinthians cansou de irritar o torcedor com excesso de passes errados e abrindo espaços ao rival.

O Verdão melhorou e só não abriu o placar por causa de Alex Afonso. Aos 30, ele não alcançou um cruzamento de Lúcio e viu Marcelo Mattos desviar de coxa, acertando o travessão. Cinco minutos depois, o atacante palmeirense arriscou da intermediária e Fábio Costa defendeu. Aos 43, o camisa nove bobeou, após desvio de Marcinho, e não alcançou o cruzamento com o gol vazio.

Falhas, gols e Rosinei: No intervalo, Márcio se cansou dos seguidos erros de Carlos Alberto e colocou Rosinei em seu lugar. A mudança fez Mascherano ser adiantado e “O Chefinho” arriscou da intermediária, mas sem direção.

Mas em um clássico tão equilibrado, os gols só viriam mesmo em erros dos dois lados e, desta forma, o placar enfim foi movimentado. Aos cinco, Correa cobrou falta da esquerda, Fábio Costa afastou mal, Gamarra bateu de voleio novamente e Leonardo Silva, com um leve desvio de cabeça, tirou as possibilidades de defesa do goleiro.

Entretanto a resposta corintiana foi rápida e propiciada por outro erro. Dois minutos depois, Edson bateu falta da esquerda, Marcelo Mattos trombou com dois zagueiros do Verdão (Gamarra e Leonardo Silva) e a bola sobrou limpa para Gustavo Nery empatar.

A partir daí, o Corinthians cresceu na partida e sufocou o Palmeiras. Sem dificuldades, o alvinegro não demorou para virar o jogo, em grande passe de Roger, que deixou Gustavo Nery livre no lado esquerdo. Com todo espaço, ele cruzou para Rosinei bater sem chances para Marcos.

Embalado, o time de Parque São Jorge liquidou o jogo cinco minutos depois. Em grande atuação, Mascherano desarmou Gamarra no meio, avançou e lançou Jô na direita. Livre, ele cruzou para a área e Rosinei, novamente, precisou apenas tocar para o gol vazio.

O clássico esfriou e o Palmeiras, perdido, em campo passou a ser um mero espectador. O time só ameaçou aos 26, quando Fábio Costa cortou mal um cruzamento da direita e foi salvo por Marinho. Com total domínio, o Corinthians tocou a bola e Tevez perdeu grande chance, aos 31, entrando livre, mas parando nas mãos de Marcos.

No final, o clássico esquentou novamente. Aos 44, Hugo cobrou falta na entrada da área e Marcos espalmou. No minuto seguinte, o meia avançou de novo, exigindo outra defesa do goleiro. Quando tudo encaminhava para o encerramento, Baiano cometeu falta em Tevez, foi expulso e, em seguida, chutou a bola em cima de Tevez.

Na seqüência, Hugo, Rosinei e Marcos Vinícius foram para cima do palmeirense. Uma confusão foi armada, um torcedor invadiu o gramado e Hugo também foi expulso pelo árbitro.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Festival esportivo é concluído e campeões definidos em Sorriso

A 19ª edição do Festival Esportivo da Praça da...

Cuiabá anuncia novo gerente geral das categorias de base

Rafael Fernandes foi anunciado como novo gerente geral da...

Ainda sem treinador, Cuiabá se prepara para duelos decisivos em mata-matas

Já classificado para semifinal do Campeonato Mato-grossense, o Cuiabá,...

Corrida de verão reúne competidores em Lucas do Rio Verde

A Corrida de verão foi realizada ontem de manhã...
PUBLICIDADE