segunda-feira, 15/abril/2024
PUBLICIDADE

Corinthians reage e empate com o Ceará no brasileirão

PUBLICIDADE

O resultado não foi aquele que o Corinthians esperava. Mas, ainda assim, mereceu muita comemoração. O time comandado por Adilson Batista perdia por dois gols de diferença para o Ceará neste sábado, no Pacaembu, mas conseguiu arrancar o empate por 2 a 2. O Fluminense também ficou na igualdade com o Grêmio Prudente.

O Fluminense agora tem 52 pontos, na liderança do Campeonato Brasileiro, contra 49 do Corinthians. O Ceará totaliza 32. Na próxima rodada, quarta-feira, a equipe paulista tentará voltar a vencer contra o ameaçado Atlético-MG, na Arena do Jacaré. Por sua vez, a nordestina receberá o Internacional no Estádio Castelão.

O jogo – Adilson Batista estava bastante agitado na área técnica do Pacaembu – mais do que de costume. Sua maior preocupação era com os posicionamentos de Edu e Paulinho, que substituíram Ralf e Elias neste final semana e foram incumbidos de manter a eficiência do meio-campo do Corinthians.

Contando com o apoio de sua fanática torcida, parecia que o time da casa não teria tantas dificuldades contra o Ceará. O domínio nos primeiros minutos foi total. Aos sete, o atacante Jorge Henrique deixou Bruno César sem marcação, porém o meia finalizou em cima do goleiro Michel Alves.

Não demorou muito, contudo, para os já recorrentes erros da defesa corintiana apareceram. Em um contra-ataque rápido, aos 17, o Ceará abriu o marcador. O veterano Magno Alves deu um passe perfeito para Marcelo Nicácio fazer o que Bruno César não havia conseguido 10 minutos antes: empurrar a bola para as redes.

O gol era o que o Ceará precisava para reforçar ainda mais a sua retranca, agora com o respaldo do placar. Irritado, Adilson forçava a garganta, com berros, para instruir o seu meio-campo a furar o bloqueio adversário. O Corinthians tinha a posse da bola, mas não trocava passes com velocidade suficiente para envolver os visitantes.

O Ceará ainda contava com a desatenção do rival para investir nos contra-ataques. Aos 29, Heleno teve muita liberdade e só não ajudou o seu time a ampliar porque foi individualista e chutou para fora, em vez de passar a bola. Na última chance corintiana antes do intervalo, Edu fez ótima assistência para Iarley, que concluiu sem força.

Edu não voltou para o segundo tempo. Adilson preferiu sacar o atleta para reforçar o seu sistema ofensivo com Danilo. Afobada, a equipe da casa manteve a pressão da etapa inicial. Thiago Heleno cabeceou com força e obrigou Michel Alves a fazer grande defesa, aos 13. Em seguida, Jucilei superou a marcação, invadiu a área, levantou a torcida e finalizou mal.

O Corinthians se expôs muito enquanto buscava o gol de empate. O Ceará não perdoou. Aos 19 minutos, Magno Alves recebeu lançamento na ponta direita, carregou a bola dentro da área, cortou Paulo André e finalizou no canto. Alguns torcedores se impacientaram. Já Adilson agiu rápido: trocou Alessandro por Defederico.

Ainda mais aberto, o Corinthians enfim balançou as redes. Aos 25 minutos, Bruno César passou para Paulinho esticar a bola dentro da área, passar por Michel Alves e completar para o gol. Os torcedores corintianos, então, voltaram a cantar alto e a pular bastante no Pacaembu. A pressão deu resultado. Aos 37, Defederico cobrou falta de longa distância, a bola quicou no gramado e enganou Michel Alves: 2 a 2.

 

 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Piloto de Lucas do Rio Verde assume liderança da Fórmula Vee

O final de semana foi de vitória no automobilismo...

Com ex-goleiro do Fluminense, Mixto anuncia pacotão de reforços para Série D

O Mixto anunciou um pacotão com 16 contratações visando...

Mixto contrata novo treinador para a disputa da Série D

O Mixto anunciou o acerto com o técnico Ailton...
PUBLICIDADE