domingo, 3/março/2024
PUBLICIDADE

Brasil leva goleada da Argentina que se classifica para as eliminatórias

PUBLICIDADE

A Seleção Brasileira perdeu para a Argentina por 3 a 1, nesta quarta-feira, em Buenos Aires, e adiou a classificação para o Mundial-2006. A empolgação pelo futebol apresentado contra o Paraguai transformou-se em frustração em poucos minutos. Dominada durante todo o primeiro tempo, a equipe do técnico Carlos Alberto Parreira mostrou descontrole emocional diante do arqui-rival.

Com a vitória, a Argentina chegou aos 31 pontos e garantiu presença no Mundial. Para o Brasil conseguir a vaga, basta uma vitória contra o Chile, em setembro.

Além disso, os argentinos devolveram a derrota sofrida no Mineirão, no primeiro turno, também por 3 a 1.

Uma série de erros defensivos facilitou a missão da Argentina no início da partida. Aos 4min, Cafu deu condições para Crespo receber passe de Lucho González e chutar no canto esquerdo de Dida.

Em vantagem, os donos da casa passaram a tocar a bola ao grito de “olé” dos torcedores, mesmo nos minutos iniciais. Pouco inspirado, Ronaldinho era ofuscado por Riquelme, que comandava o meio de campo argentino com muita classe.

Dos pés do meia do Villarreal saiu o segundo gol. Aos 18min, Riquelme iniciou a jogada com um belo toque de calcanhar, recebeu de volta, driblou Roque Júnior e acertou o ângulo esquerdo de Dida.

A Argentina chegou ao terceiro aos 40min. Saviola cruzou para Crespo, que se livrou da marcação de Roque Júnior, e cabeceou sem chance para o goleiro brasileiro.

Parreira decidiu manter o quarteto ofensivo para o segundo tempo, mas tirou Robinho para reforçar a marcação com Renato, aos 17min. O Brasil melhorou na etapa final, mas desperdiçou boas chances.

Roberto Carlos, em cobrança de falta, descontou aos 27min.

A Argentina, sem o mesmo brilho do primeiro tempo, soube controlar o ímpeto do Brasil, que levou pouco perigo ao gol de Abbondanzieri. Na melhor chance após o gol de Roberto Carlos, Adriano acertou a trave, aos 40min.

O “amistoso de luxo”, como foi classificado o jogo por Parreira, transformou-se na mais amarga derrota da Seleção nas eliminatórias.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE