quinta-feira, 22/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Brasil enfrenta a Guatemala hoje no Pacaembu no adeus de Romário da seleção

PUBLICIDADE

Romário se despede da seleção brasileira em solo nacional na noite desta quarta-feira, às 21h45. Apesar de as atenções estarem voltadas ao passado do herói do tetracampeonato, o amistoso contra a Guatemala servirá para o técnico Carlos Alberto Parreira fazer observações em relação ao futuro.

A partida, que será realizada no estádio Pacaembu, em São Paulo, marca o aniversário de 40 anos da Rede Globo e, como não será realizada em uma “data Fifa”, contará apenas com jogadores que atuam no país.

Parreira, então, foi impedido de chamar titulares absolutos de sua equipe, como o goleiro Dida (Milan-ITA), o meio-campista Kaká (também do Milan-ITA), o meia-atacante Ronaldinho (Barcelona-ESP) e o atacante Ronaldo (Real Madrid-ESP).

Sem eles, ele resolveu dar oportunidade a jogadores que há muito tempo “pedem” uma chance, como os laterais Cicinho (São Paulo) e Léo (Santos).

Romário, aos 39 anos, disse na entrevista coletiva de ontem que esta pode ser uma grande oportunidade para os jogadores que querem mostrar serviço na seleção. E analisou o grupo, em especial Robinho, com quem deve formar o ataque titular.

“A equipe que enfrentará a Guatemala é formada por jogadores jovens, que podem defender a seleção nas próximas Copas. Tenho certeza de que nas mãos do Parreira e do Zagallo [coordenador técnico da seleção] a seleção estará muito forte”, disse o jogador.

“O Robinho já é uma realidade. Com certeza vai chegar a ser o melhor do mundo”, continuou.

O treinador da seleção tratou de motivar os jogadores, lembrando que os atletas que estarão em campo hoje podem fazer parte de futuras listas. “Mesmo sendo um jogo apenas, será importante para fazer observações que poderão ser muito úteis para futuras convocações”, analisou.

Essa motivação será fundamental, explica Parreira, lembrando que o grupo se reuniu na segunda e realizou apenas um treino, na terça. “Os jogadores que estão aqui vão fazer de tudo para mostrar o que sabem”, avaliou.

Romário, que fez questão de agradecer a convocação e a chance de jogar mais um vez pela seleção, disse o que espera no seu adeus.

“Gostaria de me despedir com gols. Isso seria fantástico. Mas, caso isso não aconteça, vou sair feliz de qualquer forma”, disse o jogador.

Brasil
Marcos, Cicinho, Anderson, Fabiano Eller e Léo; Magrão, Mineiro, Ricardinho e Carlos Alberto; Robinho e Romário
Técnico: Carlos Alberto Parreira

Guatemala
Klee, Melgar, Cabrera, Martinez e Chen; Thompson, Girón, Romero e Sanabria; Castillo e Sandoval
Técnico: Ramón Maradiaga

Local: estádio do Pacaembu, em São Paulo
Horário: 21h45
Juiz: Martin Vasquez (Uruguai)

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE