Esportes

Bahia derrota CSA fora de casa e encerra sequência de nove jogos sem vencer

O Bahia venceu o CSA por 2 a 1, na noite deste domingo, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Gilberto e Arthur Caíke marcaram para o Esquadrão; Nilton descontou.

A vitória mantém o Tricolor baiano em 11º, praticamente garantindo a classificação para a Sul-Americana da próxima temporada e colocando fim a uma sequência negativa de nove jogos sem vitória. Já o Azulão fica em situação bastante complicada, seis pontos atrás do Ceará, primeiro time fora da zona de rebaixamento, com seis tentos em disputa. Além de torcer por duas derrotas do Vovô e do Cruzeiro, adversários diretos pela permanência, precisaria tirar um saldo de 26 gols nas duas últimas rodadas.

Na próxima quarta-feira, o CSA joga a vida na Série A diante da Chapecoense, em Chapecó, às 21h. Um dia depois, às 19h15, o Tricolor recebe o Vasco, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

O jogo
Com casa cheia, o CSA entrou em campo para conquistar uma vitória e respirar na tabela, tendo em vista que o Ceará, primeiro time fora da zona de rebaixamento, empatou na rodada. Assim como o Bahia, até então, nove jogos sem vencer e precisando dos três pontos para praticamente confirmar uma vaga na Sul-Americana.

Quem acabou abrindo o placar foram os baianos. Gilberto recebeu de Flávio, limpou a marcação de Dawhan e bateu firme, de canhota, no canto. O camisa 11 chega a seu 13º gol no Brasileirão e o segundo nas últimas três partidas.

A derrota rebaixava virtualmente o CSA, então, Jacozinho, em sua primeira partida, depois da saída de Argel Fucks, lançou seu time ao ataque na etapa final. E teve lei do ex. Logo aos nove minutos, Nilton aproveitou o cochilo da defesa após escanteio e empatou.

O tento fez o Azulão crescer na partida. A situação do Bahia piorou com 17 minutos, quando Ronaldo foi expulso pelo segundo cartão amarelo. Porém, uma polêmica decidiu o encontro.

Aos 40, Artur saiu em velocidade, enfiou para Arthur Caíke, que dominou e tirou do goleiro Jordi, dando números finais. O gol foi revisado no VAR, devido a uma possível falta de Gregore no início da jogada, mas o árbitro Vinicius Furlan validou. A decisão irritou bastante o CSA, que precisa de um milagre para se salvar da queda para a Série B.

Gazeta Esportiva (foto: assessoria)