Educação

UFMT abre 450 vagas em cursos de especialização à distância

A Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), com o apoio do sistema Universidade Aberta do Brasil (UAB), abriu editais para cursos de especialização, na modalidade de Educação a Distância (EAD). São 450 vagas distribuídas em três cursos, sendo 150 vagas para cada em diferentes polos.

As inscrições vão até o dia 31 de agosto e devem ser feitas através do endereço eletrônico. Os professores que atuam na educação básica têm prioridade de formação, seguidos dos dirigentes, gestores e trabalhadores em educação básica dos estados, municípios e do Distrito Federal. Mas o público em geral também é atendido.

O curso de Mídias Digitais para a Educação será oferecido na modalidade de educação à distância, nos polos de Canarana, Cuiabá, Diamantino, Sapezal e Vila Rica. Tem duração de 18 meses e carga horária de 400 horas que incluem cumprimento de créditos e elaboração de Trabalho Individual de Conclusão de Curso (TICC). Visa a formação dos professores da Educação Básica para atuarem direta ou indiretamente com o cenário midiático e digital que se apresenta dentro das salas de aula no Sistema Público de Educação.

A pós-graduação em Diversidade e Educação Inclusiva no Contexto das Ciências Naturais será oferecida na forma semipresencial, nos polos de apoio Canarana, Cuiabá, Juína, Lucas do Rio Verde e Porto Esperidião. Tem duração de 18 meses e carga horária de 480 horas que incluem cumprimento de créditos e elaboração de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC). A iniciativa contribui para a promoção da inclusão de deficientes visuais e auditivos na comunidade escolar e extraescolar, por meio de discussões e reflexões sobre a educação científica tendo como base a educação e a diversidade.

Já o curso de especialização em Informática na Educação será oferecido na forma semipresencial, nos polos de apoio Aripuanã, Comodoro, Cuiabá, Lucas do Rio Verde e São Félix do Araguaia. Com duração de 18 meses e carga horária de 360 horas que incluem cumprimento de créditos e elaboração de TCC. A proposta é fornecer condições teórico-metodológicas para que o professor possa desenvolver projetos de uso pedagógico das tecnologias da informação e da comunicação em escolas de ensino fundamental, médio e superior; aprimorar e atualizar conteúdos específicos da informática educativa.

Para a realização dos Cursos os candidatos devem possuir microcomputador com kit multimídia (webcam, microfone e caixa de som) e acesso à internet, a fim de realizar as atividades no Ambiente Virtual de Aprendizagem e ainda disponibilidade para participar de encontros síncronos, em formato presencial ou virtual.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)