Educação

TCE promove debate com educadores dos impactos e transformações na Educação em MT devido a pandemia

As transformações e os desafios da educação na pandemia em Mato Grosso foram abordados no 3° Consciência Cidadã Universidades, promovido pelo Tribunal de Contas de Mato Grosso, ontem. A live teve palestra do assessor de gabinete da secretaria Municipal de Educação de Cuiabá, Geraldo Grossi Júnior e participação do coordenador do projeto 2 do PDI e ouvidor do município de São José dos Quatro Marcos, Emerson Souza Miler, sendo mediada pela secretária de Articulação Institucional do TCE, Cassyra Vuolo.

Com duas horas de duração, a live contou com a participação de 250 pessoas no canal do Youtube e do facebook do tribunal. Participaram diretores, professores servidores de sete instituições da rede estadual, municipal e privada de ensino de 12 municípios de Mato Grosso e de Araguaína (TO).

Geraldo Grossi Júnior fez um histórico sobre o ano atípico de 2020 por conta da pandemia, as transformações e os desafios da educação, o novo Fundeb que contará com aporte maior e foi considerado um grande avanço, além de abordar outros temas como gestão, formas de oferta da educação, gestão democrática, os profissionais da educação quanto ao piso salarial, contribuição previdênciária e reforma administrativa. “O ano é atípico e foge da nossa governabilidade, somos regidos pela saúde pública, estamos a mercê da segurança sanitária. Então, varias situações são questionadas, como em relação a qual será o nível de particpação que teremos na volta as aulas, várias situações sendo trabalhadas sem estarmos preparados para isso. O futuro ainda nos é incerto por conta da pandemia”, abordou o assessor da secretaria municipal de Educação.

Os participantes da live puderam tirar dúvidas sobre os desafios da educação neste período. O presidente da União dos Dirigentes Municipais de Educação de Mato Grosso (UNDIME), Eduardo Ferreira da Silva, participou da live neste momento para conversar com os participantes sobre questões que ainda estão indefinidas como calendário, retorno dos alunos à escola e ano letivo de 2020 e 2021.

“Hoje estávamos em reunião e uma das sinalizações foi sobre a situação que estamos passando, temos que reunir os órgãos de controle para discutir o que pode ser feito. Estamos passando por dificuldades severas para finalizar o ano, iniciar o ano, quais os níveis de transparência que vamos ter que exercer para orientar os municípios para andar na mesma linha e na tentativa de não inviabilizar um processo que foi feito e não deixar o ano do aluno com um vazio pedagógico”, comentou Eduardo Ferreira.

A secretária do TCE-MT explicou que o evento online nasceu de uma solicitação de São José dos Quatro Marcos para tirar dúvidas sobre novos regramentos e procedimentos expedidos pelos órgãos normatizadores e fiscalizadores em relação à execução da política educacional em Mato Grosso. “Convidamos todos os municípios de Mato Grosso, especialmente os do PDI para participar, pois falar de educação interessa toda a sociedade”, lembrou Cassyra.

A informação é da assessoria do tribunal.

Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)