Educação

Sinop é a 1ª do país a implantar robótica espacial nas escolas do ensino fundamental

Sinop recebeu hoje a carreta itinerante do projeto, conhecida como “Tecnomob”, que conta com um espaço maker completo, estruturado com equipamentos tecnológicos de robótica, composto por impressoras 3D, máquinas laser, notebooks, além de robôs, rovers e drones. Ao todo, 10 mil alunos do ensino fundamental das 17 escolas municipais começarão a fazer parte deste projeto inovador que ensina robótica pela tela do celular. Com isso, a educação se tornará referência nacional ao implantar projeto que utiliza uma plataforma totalmente virtual para levar robótica para toda a rede de ensino

Esta tarde, o prefeito Roberto Dorner conheceu o projeto e destacou a importância para Educação afirmando que Sinop “tem potencial para ser modelo em Educação. E prova disso é que seremos o primeiro município do Brasil a implantar o projeto Robótica Espacial, em 100% de nossas escolas municipais de ensino fundamental”. “Tudo isso, porque esta gestão entende que as crianças são o futuro da nação e somente a educação de qualidade poderá dar um destino digno e feliz aos nossos pequenos”, apontou o gestor.

A secretária municipal de Educação, Sandra Donato, detalhou que os “estudantes aprenderão a montar seu próprio robô pela tela do celular, e terão a oportunidade de ver, na prática, o que foi desenvolvido no meio virtual, na impressora 3D”, explica a secretária ao explicar que o projeto é fruto de uma parceria com Fundação de Apoio Credenciada no MEC e MCTIC que apoia várias Instituições Federais de Ensino Superior, que desenvolveu o projeto de robótica totalmente virtual.

O curso de robótica que chega à Sinop é totalmente digital, de autoaprendizagem, com uso de uma plataforma pedagógica que oferece aos alunos conhecimentos teóricos e práticos sobre robótica.

Paralelo ao curso, será montando o Centro de Robótica Espacial que formará mil alunos a cada seis meses. Esse trabalho de formação segue por dois anos, formando novos alunos, ao total deste período 8 mil alunos serão formados. Um grande avanço para educação municipal.

Para acompanhar o processo de aprendizagem dos estudantes por meio da plataforma de ensino, os professores da rede municipal passarão por uma capacitação, na qual vão aprender que tipos de projetos educacionais poderão ser desenvolvidos com os estudantes em sala de aula.

O projeto já foi desenvolvido pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, de forma piloto em 250 escolas para mais de 11,5 mil alunos de diversos estados do país.

No curso, cada escola participante recebe licenças para utilização da plataforma educacional, que deve ser baixada do celular ou tablet do estudante. Com a ferramenta, totalmente interativa, o aluno aprende a montar seu próprio robô, na tela do celular e fica conhecendo mais sobre a missão Artemis, da NASA, que é o pano de fundo do aplicativo que ensina  robótica.

Redação Só Notícias (fotos: assessoria)