Educação

Secretária recebe cobranças e anuncia construção de duas escolas em Sinop

Os problemas das escolas estaduais de Sinop foram apresentados esta tarde para a secretária estadual de Educação, Ana Carla Muniz, que esteve reunida -por mais de duas horas- com o prefeito Nilson Leitão, o deputado Dilceu Dal Bosco, os vereradores Chicão do Varejão e Sinéia Abreu, diretores e professores na escola Osvaldo Paula.

Ana Carla recebeu ofícios cobrando reformas nas escolas existentes. Na escola Enio Pipino -uma das maiores da cidade- chove muito na sala do laboratório de informática e coloca em risco os equipamentos, além de comprometer as aulas. Na escola Pissinati Guerra, no Jardim Primaveras, há sérios problemas na parte elétrica. “Tivemos que fazer gambiarras para colocar luz em algumas salas”, relatou a diretora. A escola São Vicente de Paula, no bairro São Cristóvão, precisa de uma reforma completa. Aliás, este mês faz um ano que a secretária esteve em Sinop anunciou a reforma mas ainda não saiu do papel. Hoje, Ana Carla disse que está sendo iniciado o processo de licitação para a São Vicente. As demais escolas também reclamaram de problemas hidráulicos e falta de móveis.

Depois de muitas discussões sobre a necessidade de construção de escolas, o prefeito Nilson Leitão e o deputado Dilceu Dal Bosco cobraram de Ana Carla a construção de uma escola na Gleba Mercedes e outra estadual no Jardim São Paulo. Inicialmente, a secretária propôs que o Município fizesse a escola na Gleba Mercedes para atender alunos da rede estadual. “Mas já estamos bancando transporte, merenda escolar e outras despesas que deveriam ser pagas pelo Governo!”, reagiu o prefeito. “Faz dois anos que o Estado não constrói escola aqui”, cobrou. A secretária disse que os recursos para investimentos representam 9% do orçamento da Secretaria de Educação. 91% vão para custeio e folha de pagamento.
Porém, Ana Carla anunciou que será construída uma escola na Gle Mercedes (80 km de Sinop) onde há cerca uma “clientela” de 600 alunos, segundo a assessoria pedagógica.

A secretaria anunciou também a construção de uma escola estadual no Jardim São Paulo, com 24 salas de aulas. Essa escola vai atender alunos dos Jardins Violetas, Oliveiras e Boa Esperança.

Quanto as reformas, Ana Carla deixou claro que “nem todos os problemas serão resolvidos por absoluta falta de recursos”. O deputado Dilceu Dal Bosco comprometeu-se em destinar, através de emenda, R$ 30 mil para reforma na escola Osvaldo Paula. A secretária disse que outras reformas estarão sendo atendidas paulatinamente, sem fixar datas.

Transporte escolar
Ana Carla e Nilson Leitão acertaram uma audiência, ainda este mês, em Cuiabá, para discutir convênio para transporte de alunos da rede estadual. Ano passado, o Estado deixou de repassar R$ 700 mil para a prefeitura correspondente ao transporte de alunos das escolas estaduais. O transporte de fevereiro passado foi bancado sozinho pelo município.