quarta-feira, 28/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Rede Federal será pioneira na implementação do Programa Pé-de-Meia

PUBLICIDADE
Redação Só Notícias (foto: assessoria)

A Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica será a pioneira na implementação do Programa Pé-de-Meia do Governo Federal. O anúncio foi feito pela secretária Executiva do ministério da Educação, Izolda Cela, durante sua participação na 130ª Reunião Ordinária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, nesta semana.

A gestora, acompanhada da secretária de Educação Básica do ministério, Kátia Schweickardt, detalhou o funcionamento do programa e ressaltou a importância das instituições federais para a implementação desse projeto. “Incluir os estudantes das escolas técnicas e tecnológicas é uma conquista, principalmente pela qualidade que as instituições têm e levam para o interior do país”, afirmou Schweickardt.

“O ano de 2024 será de testes, e a Rede Federal tem experiência com esse tipo de política pública, por isso, vocês serão importantes nessa etapa”, completou a secretária.

O programa é uma forma de poupança que o governo federal disponibilizará para estudantes de baixa renda matriculados no ensino médio. Seu objetivo é fomentar a permanência e a conclusão escolar dos estudantes de Ensino Médio público, democratizando o acesso e reduzindo as desigualdades sociais entre os jovens dessa etapa de ensino.

“Dinheiro no bolso é essencial para manter o estudante na escola. A rede tem experiência com isso, e vocês sabem como é importante essa ajuda para os alunos não evadirem por terem que trabalhar para ajudar em casa, por exemplo”, disse Izolda.

O benefício será concedido a estudantes com idades entre 14 e 24 anos, que estejam matriculados no Ensino Médio regular da rede pública, bem como aos estudantes de 19 a 24 anos matriculados na Educação de Jovens e Adultos (EJA). Nas próximas semanas, representantes do Conif e do MEC se reunirão para acertar os detalhes técnicos e iniciar a implementação do programa.

“Nossa expectativa é conseguir organizar o programa dentro de nossas instituições até o final de março. A Rede Federal está pronta para trabalhar pelo sucesso desse programa na Rede Federal e em todas as outras redes de ensino”, disse a presidente do Conif, Leopoldina Veras.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Unemat abre seleção especial para cursos superiores; 760 vagas em Sinop e mais cidades

A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) divulgou...

Sai lista preliminar de 100 estudantes de MT que farão intercâmbio na Inglaterra

A secretaria estadual de Educação divulgou, hoje, o resultado...

Abertas vagas nos cursos de licenciatura em geografia e química da UFMT em Lucas

Começaram inscrições para o processo seletivo específico, que trata...

Mais de 17 mil alunos da Unemat voltam às aulas na próxima segunda-feira 

Os estudantes dos cursos de graduação da Universidade do...
PUBLICIDADE