Educação

Professores da Unemat paralisam aulas em outubro

Professores da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat) irão aderir à Greve Nacional da Educação e paralisar as atividades nos dias 2 e 3 de outubro. A mobilização conjunta, segundo a assessoria, também irá reunir estudantes, entidades da educação e centrais sindicais “para a construção de uma grande greve nacional, prevista para acontecer em todo o Brasil durante 48 horas de atividades”.

A adesão dos professores da Unemat foi deliberada durante a última Assembleia Geral dos Docentes, realizada nos dias 3, 4 e 5 de setembro em todas as subseções constituídas do sindicato. A greve, segundo a assessoria da entidade, “tem como objetivo fortalecer a luta e avançar na mobilização contra os ataques promovidos pelo governo, que afetam a educação pública: os cortes orçamentários, o programa Future-se e as intervenções do governo federal na indicação de reitores”.

Durante a greve, o objetivo da categoria “é dialogar com a sociedade sobre os efeitos dos cortes orçamentários na educação básica e superior, sobre autonomia universitária, evidenciar os efeitos do desgoverno nas políticas de cotas raciais e sociais, além de alertar sobre a importância da democracia e soberania nacional na atual conjuntura de retirada de direitos”. Em âmbito estadual, o sindicato também reclama dos salários parcelados, do não pagamento da Revisão Geral Anual (RGA) e da falta “perspectiva de receber o 13º”.

As aulas na Unemat retornam no dia 4 de outubro.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/Guilherme Araújo/arquivo)