Educação

Mais de 50% dos alunos da rede estadual que fizeram Enem entraram em universidades

A secretaria de Estado de Educação divulgou, há pouco um mapeamento preliminar online apontado que mais de 50% dos alunos da rede educação que concluíram o ensino médio, em meio à pandemia, foram aprovados em universidades públicas de todo o país e matriculados em 41 cursos diferentes. Os cursos de direito, letras, pedagogia, administração, engenharia civil, medicina veterinária, agronomia, arquitetura e urbanismo foram os cursos mais procurados.

Conforme a coordenadora de ensino nédio da Seduc, Giseli Maciano, 279 estudantes responderam ao formulário online “Mapeamento dos estudantes concluintes do ensino do ano passado”. Desse total, 191 informaram que fizeram o Enem em 2020, sendo que 105 conseguiram notas suficientes para se matricularem numa instituição de ensino superior pública, num total de 55% de aprovados.

Entre os novos alunos de universidades públicas, 31 informaram que participaram do Pré-Enem Digital. Os estudantes aprovados são de 27 municípios e 31 escolas diferentes. Entre as campeãs de aprovação estão a Escola Estadual Milton Armando Pompeu de Barros, em Colíder (15 aprovações), Alexandre Leite em Ribeirãozinho e Deputado Bertoldo Freire, em São José dos Quatro Marcos, com 9 aprovados cada.

A coordenadora destacou que, com o objetivo de incentivar a participação e dedicação dos estudantes concluintes do ensino nédio no Enem, foi disponibilizado às escolas um link para mapear as aprovações dos estudantes.

Gisele Maciano lembra que é preciso ter uma pesquisa ampla para saber a quantidade real de aprovados em todo o estado. A coordenadora está disponibilizando o link do formulário online para que seja preenchido pelo maior número possível de alunos da rede estadual.“Contamos mais uma vez com a colaboração de todos os gestores, professores e comunidade em geral, para a divulgação do link dessa pesquisa junto aos estudantes concluintes do ensino médio do ano passado. Com isso será possível planejarmos novas ações diante de um número real de aprovados”.

Redação Só Notícias (foto: divulgação)