Educação

IFMT lança vestibular com 504 vagas em Sorriso, Alta Floresta e outras cidades

O Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) lançou edital de vestibular com 504 vagas distribuídas em 14 campus. As inscrições estarão abertas entre os dias 28 de novembro e 10 de janeiro de 2020, exclusivamente pelo site da instituição.

As vagas são para Alta Floresta, Barra do Garças, Cáceres – Olegário Baldo, Campo Novo do Parecis, Cuiabá – Bela Vista, Cuiabá – Cel. Octayde Jorge da Silva, Confresa, Pontes e Lacerda – Fronteira Oeste, Primavera do Leste, Rondonópolis, São Vicente, Sorriso e Várzea Grande. Também há oportunidades para cursos nos campus avançados em Diamantino, Guarantã do Norte, Lucas do Rio Verde e Tangará da Serra, e dois centros de referência, em Jaciara e Campo Verde.

Para participar do processo seletivo é necessário ter concluído o ensino médio ou equivalente até a data da matrícula. Outro requisito é ter realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a partir de 2016. Não haverá cobrança de taxa de inscrição.

No ato da inscrição, o candidato também poderá optar por concorrer às vagas reservadas (cotas) para pessoas com deficiência (PcD) e para o sistema de ações afirmativas/cotas sociais. Para participar no sistema de cotas, o candidato deve se atentar às regras do edital.

Durante o preenchimento do formulário de inscrição, o candidato deverá ter em mãos o número do CPF, da cédula de identidade ou documento equivalente com validade nacional e o número de inscrição com o qual fez a prova do ENEM.

No dia 20 de janeiro de 2020 (data provável), o IFMT disponibilizará para os candidatos a confirmação de inscrição. Para que sejam obtidas as notas das provas objetivas e da redação, é necessário digitar duas vezes o número da inscrição do ENEM. O não cumprimento desta regra do edital impossibilitará não só o acesso às notas obtidas pelo candidato, mas também o eliminará automaticamente da concorrência.

No dia 22 de janeiro de 2020 (data provável), serão divulgadas dez listas, sendo uma dos candidatos da listagem  geral que foram aprovados e os excedentes; e nas outras nove constarão os nomes dos candidatos aprovados e os excedentes que se inscreveram como cotistas (reserva de vagas), por curso e turno.

Em 2019, excepcionalmente, não serão destinadas vagas para o preenchimento por candidatos que optarem pelo Sistema de Seleção Única do Ministério da Educação (SISU/MEC).

Redação Só Notícias (foto: reprodução/arquivo)