Educação

Formação continuada dos professores é prioridade

A Secretaria de Estado de Educação investe na formação continuada dos profissionais da educação, por intermédio de palestras, seminários, cursos e capacitações. Atualmente 40% das escolas estaduais desenvolvem o projeto Sala do Professor, que visa à formação continuada desses profissionais na própria escola. Para tanto, a Seduc, por meio dos 12 Centros de Formação dos Professores (Cefapros), capacitou os coordenadores pedagógicos destas unidades.

O objetivo do projeto é proporcionar a formação durante a hora atividade, e com recursos do Plano de Desenvolvimento Escolar (PDE). Em Cuiabá 13 escolas já implantaram a Sala do Professor. A meta é aplicar o projeto em mais 40% das unidades da rede neste ano. “O interessante é que cada escola elabora o seu projeto de acordo com a sua realidade. Os próprios professores se organizam em grupos de estudo e selecionam as suas prioridades, o que facilita as discussões metodológicas e políticas pedagógicas de cada unidade”, ressalta a secretária Ana Carla.

Outro projeto que visa à formação continuada dos professores é o TV Escola. Neste ano 163 unidades da rede estadual de educação receberão kits de antenas, que são formados por um receptor de satélite digital, um conversor/amplificador e um refletor parabólico. Esses equipamentos substituirão os antigos kits analógicos, que eram usados para a recepção do canal aberto TV Escola. Assim, os estabelecimentos escolares podem gravar os programas e os organiza-los em videotecas, que posteriormente são utilizados tanto para a formação dos professores, quanto para a ação pedagógica na sala de aula.

O Arara Azul, que prevê a formação continuada dos servidores técnicos e apoios administrativos da pasta, também faz parte do projeto Aprimorar. Iniciado no ano de 1998, o projeto oferece cursos básicos de Infra-Estrutura, Transporte e Nutrição Escolar para os servidores que são apoios administrativos; e cursos técnicos em Gestão e Comunicação para o atendimento de servidores técnicos em Administração Escolar.

Atualmente a Seduc está atendendo 800 profissionais de apoio administrativo nos cursos de Nutrição Escolar e Infra-Estrutura. Eles estão distribuídos nos pólos de Cáceres, Araputanga, Jauru, Pontes e Lacerda, Diamantino, Tangará da Serra, Sinop e Alta Floresta. As aulas dessas turmas terminarão em abril. Neste ano de 2005, a Secretaria abriu mais 800 vagas, que contemplarão profissionais que trabalham nos pólos de Cuiabá, Diamantino, Sinop, Cáceres, Rondonópolis e Barra do Garças.

A superintendente de Desenvolvimento e Formação, Mônica Agripina Botelho, revela que 400 vagas serão destinadas aos técnicos administrativos que farão um curso em Gestão e Administração Escolar. A outra metade (400) será destinada aos apoios administrativos, que poderão optar em fazer dois cursos: Nutrição Escolar e Infra-Estrutura. As aulas para esses servidores inscritos no projeto tiveram início no último dia primeiro de março. Cada turma de Arara Azul tem no máximo 36 integrantes. O término dos cursos para os apoios administrativos, que tem 440 horas aulas, está previsto para 21 de dezembro de 2005.

“Até o momento o governo do Estado já capacitou 4.555 servidores de um total de seis mil que atuam nas áreas de técnico e apoio administrativos. Com estas novas turmas, ficam restando apenas outros 477 profissionais, que deverão ser habilitados até o final de 2006”, finaliza a superintendente.