Educação

Escolas da rede estadual terão plantões pedagógicos para ajudar estudantes

As escolas da rede estadual de ensino terão plantões pedagógicos durante este mês, considerando o cenário de aulas não presenciais e com o objetivo de favorecer a aprendizagem dos estudantes, conforme suas necessidades formativas. Os encontros entre alunos e professores ocorrerão nas unidades de ensino, por agendamento, respeitando protocolos de biossegurança contra a transmissão do novo coronavírus.

A secretaria de Estado de Educação  decidiu adotar a medida para melhorar o aprendizado, prejudicado com a suspensão das aulas presenciais desde março de 2020.

A Seduc considera que, com as aulas de forma on-line ou por meio de apostilas, muitos estudantes não conseguiram manter o nível de aproveitamento de conteúdo no ano passado, em relação aos anos anteriores, por causa da ausência do professor por perto.

Neste ano as escolas vão adotar uma plataforma mais interativa para o ensino, o Google for Education. Porém, a Seduc está ciente que muitos alunos não têm dispositivos com internet para acessar essas tecnologias e que a presença do educador é indispensável. Por isso, a importância dos plantões.

“Temos ferramentas importantes que vieram para ficar e auxiliar no aprendizado. Mas nada disso substitui o professor em sala de aula”, afirma o secretário de Estado de Educação, Alan Porto.

Seguindo orientações da secretaria , os plantões pedagógicos serão organizados pelas próprias escolas, por meio de agendamento prévio. Será um grupo por dia, com no máximo cinco estudantes por turma, a fim de evitar aglomerações.

As aulas nas escolas da rede estadual serão retomadas no dia 8 de fevereiro, inicialmente na modalidade não presencial (on-line e com apostilas).

Redação Só Notícias (foto: assessoria)