Educação

Eleição para reitoria da Unemat que seria hoje é transferida para 5ª feira

A eleição para a escolha do reitor, ou reitora, que vai dirigir a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) no quadriênio 2019/22, e que seria realizada hoje, foi transferida para esta quinta-feira (7). A decisão foi tomada pela comissão eleitoral após reunião com representantes das chapas, diretório dos estudantes e entidades da Universidade que viram prejuízo no desenvolvimento da campanha eleitoral em virtude da suspensão das aulas causada pela greve dos caminhoneiros autônomos. Com isso, o período eleitoral foi estendido até amanhã e o último debate entre os candidatos, que foi cancelado no dia 30, poderá ser em Cáceres.

O pleito eleitoral é disputado por duas candidaturas. A Chapa 1 é composta pelos professores Rodrigo Zanin – que está em Cáceres, mas tem matrícula em Sinop – e Nilce Maria da Silva, candidatos a reitor e vice-reitora com apoio da atual gestão da Unemat. A Chapa 2 faz oposição à atual administração e é formada pela professora Edna Sampaio, candidata a reitora, e pelo professor Isaac Newton Almeida Ramos, candidato a vice-reitor.

Segundo a assessoria de imprensa da Unemat, a estrutura para a votação está pronta. Já foram distribuídas 75 urnas distribuídas na sede administrativa, nos câmpus universitários, nos núcleos pedagógicos, nos polos de apoio presencial do ensino a distância e no escritório regional em Cuiabá.

De acordo com um oficio enviado à reitora Ana Maria Di Renzo, não havia consenso entre o adiamento das eleições. A opção da Chapa 1 era manter a votação para hoje e a Chapa 2 buscava uma transferência para o dia 14. Após avaliar uma série de questões logísticas e de custos, a comissão remarcou a eleição para quinta-feira assegurando que não haverá prejuízo para o vestibular de domingo (10).