Economia

Terminal rodoviário de Sinop deve ser concluído em março sem o mini shopping

O novo terminal rodoviário de Sinop, localizado entre as avenidas dos Jacarandás e Palmeiras, deve ser concluído até março, sem data definida e ainda sem as 51 lojas do mini shopping, previu o responsável pela concessionária que administrará o terminal, José Augusto Roque. “Nossa previsão para conclusão das obras do terminal rodoviário é durante o mês de março. Estamos em ritmo acelerado e intenso para cumprir esse planejamento e esperamos que as condições climáticas não afetem a programação, principalmente com a terraplanagem e o asfaltamento da via principal de acesso dos ônibus às plataformas de embarque e desembarque”, disse.

“De qualquer modo, estamos buscando otimizar nossas atividades para direcionar os esforços da melhor maneira possível de acordo com as condições climáticas enfrentadas a cada dia”, explicou, acrescentando que os últimos ajustes das obras vêm sendo realizados em todos setores do terminal. “Parte da infraestrutura está praticamente pronta, faltando somente terraplanagem e asfalto, mas a estrutura do prédio em si está concluída. Os serviços tem sido concentrados em todas as estruturas do terminal rodoviário, desde as plataformas de embarques e desembarques, os guichês de atendimento e até mesmo os sanitários e as áreas administrativas. Então todos os setores do terminal rodoviário estamos trabalhando no momento”.

A previsão é que em março as empresas já iniciem a mudança para o novo local, com a finalização da parte do terminal rodoviário, para iniciar o funcionamento sem o mini shopping com 51 lojas. “Precisa ser alinhado com os órgãos reguladores e também com as empresas operadoras, mas a princípio a expectativa é que esse processo de transição para utilização do terminal rodoviário também seja no mês de março”.

A rodoviária atual, que funciona há décadas no centro da cidade, tem média de 10 a 12 mil passageiros por mês desembarcando e embarcando em Sinop e a estimativa, com o novo e amplo terminal, é que se mantenha esse número, além do serviço de encomendas. “Nossa expectativa é receber pelo menos 10 diferentes operadoras, abrangendo serviços de transporte rodoviário de passageiros na modalidade intermunicipal e interestadual, além do envio e recebimento de encomendas”, finalizou.

Só Notícias/Kelvin Ramirez (foto: assessoria - atualizada 09:19h)