Economia

Sorriso reduz exportações em 10% e termina 2020 em segundo lugar no ranking estadual

O município de Sorriso reduziu o valor de exportação em 10,5% na comparação de 2020 com 2019 e terminou o ano passado como e segundo maior exportador de Mato Grosso, perdendo a liderança histórica para Rondonópolis. De acordo com o Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Sorriso terminou 2020 com U$ 1,676 bilhão em vendas externas, o segundo melhor resultado desde 2009, quando o ministério passou a disponibilizar os dados. Só perdeu para o ano passado.

Ao todo, as vendas de Sorriso representam 10,2% de tudo que Mato Grosso enviou para o exterior e 0,8% da comercialização brasileira. Apesar de perder a liderança em Mato Grosso, o município subiu uma posição no ranking nacional e terminou 2020 em 22º lugar.

O saldo da balança comercial sorrisense foi o mais afetado. Além de ter vendido U% 196 milhões a menos do que 2019, as importações de 2020 subiram 7,9% e chegaram a U$300 milhões, deixando a balança superavitária em U$ 1,375 milhão contra U% 1,593 em 2019.

A China reduziu as compras em quase 40% e comprou U$ 280 milhões a menos, o que explica a queda no ranking, mas continua como principal parceiro comercial de Sorriso, com 25% das compras. A Espanha com 7,5%, a Turquia com 7,2%, o México e Alemanha, ambos com 6,5%, completam a lista dos maiores clientes.

A soja, principal produto de Sorriso, é o grão mais vendido e representa 63% das exportações, seguida do milho com 34% e do algodão com 1,4%.

Só Notícias/Marco Stamm