Economia

Sine aponta que mais de 700 perderam empregos em Sinop desde o início da pandemia; 300 vagas abertas

A coordenadora do Sistema Nacional de Empregos, Silmara Nardoni, esclareceu, ao Só Notícias, que as rescisões contratuais têm crescido em Sinop e estão sendo influenciadas pela desaceleração das atividades em alguns segmentos do comércio, indústria por conta da pandemia do novo Coronavírus. “Estamos fazendo muitas entradas no seguro desemprego. Foram 700 só no mês passado e significa que já temos uma grande demanda de demissões”.

Os números de postos de trabalho preenchidos também caíram. “Empregadores que abriram vagas suspenderam os pedidos. Para se ter uma ideia, em dezembro do ano passado, fizemos 3.763 atendimentos entre seguro desemprego, carteira e preenchimento de vagas. De janeiro até o mês passado, foram somente 1.700”, explica.

Nardoni apontou que, atualmente, há ao menos 300 oportunidades de empregos e que os setores comercial e industrial são os mais procurados. Para servente de obras (100), carpinteiro (50), classificador de grãos (10), auxiliar de pedreiro (10), motorista entregador (8), auxiliar de operações (6), escovista (6), vendedor  (5) dentre outras.

“Entre os desafios para que o profissional se encaixe nas vagas, estaria uma capacitação mais atuante. Uma empresa que recebia 10 encaminhamentos, hoje pode receber 100”. Atualmente, o Sine oferece 300 cursos em parcerias com empresas com o objetivo de apoiar nesse processo”.

A coordenadora explicou ainda que existe uma plataforma no Sistema Nacional de Empregos tanto para negócios como para os profissionais. “Você pode analisar todas as vagas e todas as que forem do seu perfil, anexando seu currículo. Várias empresas vão recebe-los e analisá-los, aumentando as chances de contratações”.

Sinop tem até agora, 32 pacientes testaram positivo para a doença, segundo o boletim divulgado pela secretaria municipal de Saúde. De acordo com a pasta, cinco pacientes se recuperam em isolamento domiciliar, quatro estão hospitalizados em enfermaria e dois em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Dois óbitos foram registrados em decorrência da doença e pacientes recuperados são 19.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)