Economia

Setor de serviços impulsiona e Mato Grosso gera mais de 11,7 mil novas vagas de emprego

Mato Grosso encerrou o segundo mês do ano gerando mais postos de trabalho com carteiras assinadas. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados, hoje, pelo Ministério da Economia. 

Segundo o relatório, o Estado registrou 39,9 mil admissões e 28,1 mil demissões, gerando um saldo de 11,7 mil novos empregos, um crescimento de 1,57% em relação ao último mês, a maior variação registrada no país. 

O setor que mais impulsionou o resultado positivo em Mato Grosso foi o de serviços. Foram 4,7 mil novas vagas abertas, diferença entre 13,3 mil trabalhadores contratados e 8,5 mil demitidos. No comércio, foram gerados mais 3,1 mil postos de trabalho, resultado de 12,7 mil admissões e 9,6 mil desligamentos. 

O terceiro setor que mais gerou emprego no Estado foi o agropecuário, que abriu 1,9 mil novas vagas, ao contratar 4,3 mil trabalhadores e dispensar 2,4 mil. Na indústria, foram 5,9 mil novos registros e 4,8 mil demissões, resultando em pouco mais de 1 mil novos postos de trabalho. Na sequência aparece o setor de construção civil que registrou 917 novas vagas, com 3,5 mil contratações e 2,6 mil demissões. 

Só Notícias também apurou que o saldo dos dois primeiros meses do ano em Mato Grosso é de 24,6 mil novas vagas geradas. Até agora, foram 80,5 mil contratações e 55,8 mil demissões. 

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: Só Notícias/arquivo)