Economia

Rondonópolis termina 2020 como maior exportador de Mato Grosso; Sorriso é 2º e Sinop 6º

O município de Rondonópolis terminou 2020 como o maior exportador de Mato Grosso e assumiu o posto que, historicamente pertencia a Sorriso. Os números foram divulgados esta semana pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) e revelam que a cidade da região sul teve aumento de 13% nas vendas externas em relação ao ano passado e fechou o ano com U$ 1,773 bilhão em exportação e com 10,8% de tudo que o estado comercializou com o exterior. Sorriso, por sua vez, teve queda de 10,5% nas vendas e terminou 2020 com U$ 1,676 bilhão e 10,2% das vendas mato-grossenses.

A troca de posição, explicou o economista e professor da Unemat, Feliciano Azuaga, se deve a fatores como a abertura de novas áreas próximas à região sul, à logística de transporte, que conta com ferrovia para facilitar o escoamento da safra, e à maior diversidade econômica e industrial de Rondonópolis.

“A logística de Rondonópolis é melhor do que a daqui e muitas das operações de saídas, que vão para o porto são registradas lá por causa do eixo de transporte ferroviário. Outro ponto importante é que Rondonópolis tem uma economia mais diversificada, principalmente na parte industrial. Também, a produtividade daquela área aumenta mais do que a daqui na região norte, porque está incorporando mais áreas que não eram vinculadas à produção de soja”, explicou ao Só Notícias.

Além de Sorriso em segundo lugar, a região norte tem mais duas cidades entre as dez maiores exportadoras de Mato Grosso. Sinop terminou em 6º lugar com U$ 840 milhões em vendas e Nova Mutum vem em 7º com vendas na casa dos U$ 781 milhões. Matupá, que no ano passado terminou em 10º lugar caiu para a 19ª colocação.

Conforme Só Notícias informou, Mato Grosso bateu recorde de exportação em 2020, com vendas de U$ 18,1 bilhões e terminou o ano passado como o 5º estado brasileiro que mais vende para o mercado externo.

Conheça os 10 maiores exportadores de Mato Grosso em dólares
1º – Rondonópolis – 1,773 bilhão – 10,8% das vendas do estado
2º – Sorriso – 1,676 bilhão – 10,2%
3º – Querência – 1,071 bilhão – 6,5%
4º – Primavera do Leste – 963 milhões – 5,9%
5º – Campo Novo do Parecis – 916 milhões – 5,6%
6º – Sinop – 840 milhões – 5,1%
7º – Nova Mutum – 781 milhões – 4,8%
8º – Sapezal – 779 milhões – 4,8%
9º – Diamantino – 590 milhões – 3,6%
10º – Campo Verde – 534 milhões – 3,3%

Só Notícias/Marco Stamm (foto: assessoria/arquivo)