Economia

Presidente da CDL Sinop aponta que falta de conexão em aplicativos pode ter provocado prejuízos no faturamento das empresas

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop, Marcos Antônio Alves avaliou, em entrevista ao Só Notícias, que a queda dos principais aplicativos de interação social como WhatsApp, Facebook, Instagram e outras plataformas de mídia, que começou por volta do meio-dia de ontem, impactaram o ritmo da atividade comercial na região de Sinop.

“As pessoas dependem muito das redes sociais para divulgação de marcas e propagandas de produtos. No meu ponto de vista, apenas a falta do WhatsApp atrapalhou em muito o fechamento de negócios nesse período”, explica Alves.

O presidente apontou que houve uma rápida resposta do mercado local em buscar formas para minimizar o problema. “Houve pessoas no final da tarde já recorrendo a outros métodos como o e-mail. As empresas fazem uso constante dessas ferramentas”.

Alves afirmou ainda que caso a falta de conexão durasse por mais tempo poderia ter provocado “uma redução de pelo menos 60% no faturamento, já que os orçamentos são feitos, em sua grande maioria, pela internet”.

Além do três já citados, conforme Só Notícias, também tiveram instabilidades os aplicativos de empresas de telefonia, bancos, Google, Telegram, YouTube, Zoom, Google Meet, Gmail, Netflix, Amazon, Spotify, iFood, TikTok, Twitter entre outros.

Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)