segunda-feira, 24/junho/2024
PUBLICIDADE

Ministro defende investimentos em ferrovias e prevê leilão da Ferrogrão no segundo semestre

PUBLICIDADE
Redação Só Notícias (foto: assessoria)

Diversificar a matriz de transportes com forte investimento em ferrovias é uma das metas destacadas pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, ao participar de 13ª edição da Equity Conference, webinário promovido pelo Citi Bank Brasil nesta quarta-feira. “Estamos retomando os investimentos no setor ferroviário, depois de tantos anos”, disse.

Um dos exemplos dados pelo ministro é Ferrogrão, corredor ferroviário de exportação do Brasil pelo Arco Norte, ligando Sinop até os portos de Miritituba, no Pará. O projeto conta com 933 quilômetros de extensão e, segundo o Ministério, nasce com “Selo Verde” por conta da sua preocupação ambiental.

Segundo o ministro, existe a possibilidade de o leilão da Ferrogrão ocorrer no segundo semestre. “Isso é fundamental para reequilibrar a matriz de transportes. Hoje a gente já conta com quase R$ 30 bilhões contratados em investimentos privados para ferrovias”, destacou Tarcísio de Freitas.

Tarcísio ressaltou aos investidores a necessidade de investimento privado para a infraestrutura brasileira evoluir. Desde 2019, já foram leiloados 70 ativos. A meta do governo federal é chegar a 2022 com R$ 260 bilhões de investimentos contratados, pela duração dos contratos, e 100 empreendimentos concedidos. “A gente precisava do capital privado, e conseguimos isso por meio de concessões e privatizações”, disse. 

Ainda para 2021 estão previstos o leilão da BR-163, entre Sinop e Miritituba, com investimento de R$ 1,895 bilhão e quase 27 mil empregos gerados, terminais portuários em Macapá (AP), Maceió (AL), Fortaleza (CE) e Salvador (BA). As informações foram divulgadas pela assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutura.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE