Economia

Madeireiros ameaçam entrar na Justiça para garantir atendimento no Ibama Sinop

O Sindusmad – Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte de Mato Grosso – está convocando todos os madeireiros para integrar a vigília que está sendo feita em frente ao Ibama. O empresário José Eduardo Pinto, vice-presidente do Sindusmad, disse ao Só Notícias que os madeireiros estão em frente ao órgão desde às 07:00h, em busca de atendimento.

“Mesmo em estado de greve, por lei eles são obrigados a manter 30% do atendimento. Se isso não for cumprido, nós vamos entrar na Justiça. Essa greve só prejudica os madeireiros que trabalham corretamente, que precisam de documentos. Os que trabalham ilegalmente continuam suas atividades sem problemas”, afirmou.

Cerca de 80 industriais madeireiros de Sinop e região estão na frente da Gerência Executiva do Ibama. Hoje termina o prazo da suspensão da emissão de ATPFs. Os madeireiros querem que, a partir de hoje, voltem a ter as ATPFs para fazer transporte de madeira. Só o Ibama libera estes documentos e tem madeireiras paradas há mais de 20 dias por falta destas guias.

Os servidores do Ibama estão em greve por melhores salários. Eles cobram 12% de reposição salarial. Eles informaram ao Só Notícias que estão reunidos para definir se continuam ou não em greve. Uma fonte de Só Notícias informou que a assembléia dos servidores, que seria às 09:00h, foi adiada para as 11:00h e até lá, não haverá atendimento. As portas estão fechadas e os funcionários mantém apenas trabalho interno.