Economia

Lucas do Rio Verde amplia mercado e aumenta exportações

O município de Lucas do Rio Verde fechou o primeiro trimestre de 2018 com saldo de U$ 114,5 milhões na balança comercial, que mede o resultado de exportação e importação. Dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, mostram que o município vendeu U$ 117,7 milhões e comprou U$ 3,2 milhões nos três primeiros meses deste ano, o que coloca a cidade como a sétima exportadora do estado e a décima importadora.

Só Notícias apurou que o principal produto de Lucas do Rio Verde continha sendo a soja, responsável por 71% das exportações (U$ 83,2 milhões). No entanto, na comparação com o mesmo período de 2017, há uma redução de 15% no valor das vendas (- U$ 14,7 milhões).

Por outro lado, a venda de milho aumentou sua participação em 130% e o grão passa a responder 18% das exportações, o que também ajudou a elevar a exportação, no cômputo geral, em 1,98%. Nos três primeiros meses deste ano já foram enviados U$ 20,9 milhões em milho ao exterior, um total de U$ 11,8 milhões a mais do que o mesmo período do ano passado.

Algodão (3%) e outros resíduos derivados, principalmente da soja (7,7%), completam a lista de produtos exportados pelos agricultores de Lucas do Rio Verde.

A China reduziu as compras em 19,2%, mas continua sendo o principal mercado consumidor dos grãos de Lucas do Rio Verde, respondendo por 62% das compras (R$ 72,4 milhões). A redução do mercado chinês foi compensada pela maior participação do Irã (113%) e pela abertura de novos mercados na África, Coreia do Sul e Taiwan.