Economia

Juara pára com protesto dos madeireiros

Os madeireiros de Juara, Porto dos Gaúchos e Tabaporã pretendem fazer um protesto em Cuiabá para exigir a liberação de ATPFs (Autorizações Para Transporte de Produtos Florestais) para que as indústrias madeireiras possam trabalhar. Desde ontem que estão sendo feitas manifestações. Conforme Só Notícias já informou, em Juara (300 km de Sinop) os madeireiros e funcionários fizeram uma passeata ontem e hoje a prefeitura decretou ponto facultativo.

A comissão organizadora recebeu apoio do comércio e tem pedido e também cobrado que eles fechem as portas para reforçar o movimento. Postos de combustível, supermercados, lojas de confecções estão fechados. Apenas farmácias estão abertas. Em frente aos bancos há piquetes e as três agências estão fechadas. Os dois frigoríficos da cidade também devem parar amanhã. A comissão de protesto pretende se mobilizar para evitar que eles funcionem para reforçar o protesto.

Os madeireiros querem um prazo maior para se atenderem as exigências do Ibama. Já foram demitidos mais de 800 funcionários, muitas madeireiras estão paradas deixando de atender contratos e acumulando prejuízos.