Economia

Inflação em Sinop tem novo aumento impulsionado pela alta no preço do transporte

A inflação em março ficou em 0,88% em Sinop e o acumulado no município nos últimos 12 meses alcançou 7%. Comparado à economia brasileira, a taxa de inflação sinopense seguiu a tendência de alta observada pelo Índice de Inflação do Brasil (IPCA) que foi de 0,93% em relação ao mês anterior. O índice nacional acumulado deste ano é de 2,05%. A informação é do Centro de Informações Socioeconômicas da Universidade Federal de Mato Grosso em parceria com a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

“Esta inflação que é calculada em Sinop, está tirando o sono de quem tem negociações com locações de imóveis. O Índice Geral de Preços do Mercado (IGPM) alcançou 31%. Recomendamos que a renegociação do contrato seja substituída por outros índices, IPCA, INCC ou INPC que giram em torno de 6%, para não ter um impacto muito forte no orçamento”, explicou o professor de econômica da Unemat, Feliciano Azuaga. Nos últimos 12 meses o IPCA ficou em 6,10%, abaixo da inflação de Sinop para o mesmo período.

Este mês, as diferenças mais significativas sobre o índice de preços em Sinop foram decorrentes dos grupos de consumo. Transporte, com aumento de 2,87%, residência, 0,86% e habitação que ficou em 0,73%. O grupo de consumo Educação apresentou a maior retração dentre os grupos de consumo (0,49%). Já os demais grupos apresentaram variações relativamente pequenas em relação ao mês anterior.

O resultado nacional aponta uma inflação acima da meta definida pelo Banco Central. Conforme a pesquisa, houve uma aceleração nos preços devido ao aumento do custo dos transportes. Isso ocorre devido à desvalorização cambial.

Redação Só Notícias (foto: Júlio Tabile/assessoria)