Economia

Guarantã tem novo saldo positivo na geração de empregos; 6º mês seguido

O município de Guarantã do Norte (233 quilômetros de Sinop) gerou pelo sexto mês seguido, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), mais vagas de empregos com carteiras assinadas. Em junho, as empresas e indústrias criaram 63 postos de trabalho, resultado de 214 admissões e 151 demissões. Em abril, também foram abertos 26 postos de trabalho (mesmo resultado de março e maio).

No mês passado, o comércio foi o setor que teve o melhor desempenho. Foram criadas 22 vagas a mais, saldo de 76 contratados e 54 demitidos. Na sequência, aparece os serviços com 17 novos postos de trabalho, resultado de 58 admissões e 41 demissões.

Também teve bom desempenho, a indústria da transformação que criou 14 vagas a mais, saldo de 44 contratos formalizados e 30 encerrados. A construção civil abriu 9 novos postos de trabalho, resultado de 16 admissões de pedreiros e serventes e 7 demissões. Já o extrativismo mineral gerou 3 vagas a mais.

Por outro lado, a agropecuária e os serviços industriais de utilidade pública fecharam uma cada a mais. Com esse resultado, em 12 meses, Guarantã criou 382 vagas a mais de trabalho, diferença de 2.264 contratações e 1.882 demissões. De janeiro a junho, foram abertas 227 vagas a mais.

Em Sinop, as empresas e indústrias contrataram mais funcionários com carteiras assinadas. Foram geradas 400 vagas a mais. O município de Sorriso também teve mais um saldo positivo com a geração 691 novos empregos.

Em Lucas do Rio Verde foram contratados 225 trabalhadores a mais com carteiras assinadas, em junho. Já Nova Mutum voltou a ter saldo positivo ao gerar 344 empregos a mais. 

Cuiabá voltou a contratar mais trabalhadores. Foram 287 trabalhadores no mês passado. Mato Grosso gerou pelo terceiro mês seguido mais empregos, 7.367 vagas a mais, resultado de 35.522 trabalhadores contratados e 28.155 demitidos.

 

Só Notícias/Cleber Romero (foto: assessoria/arquivo)