Economia

Fecomércio aponta alta na intenção de consumo das famílias em Cuiabá pelo 5º mês consecutivo

A pesquisa realizada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), em parceria com o Instituto de Pesquisa e Análise da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso divulgou, há pouco, que teve pelo quinto mês melhora na Intenção de consumo das famílias em Cuiabá.

No entanto, a crise pandêmica do Coronavírus fez a pesquisa apresentar resultados negativos no comparativo com o período pré-pandemia, de 17,7% sobre janeiro do ano passado (89,4 pontos).  A ICF já se encontra abaixo do nível de satisfação (100 pontos) desde junho de 2015.

Para o presidente da Fecomércio, José Wenceslau de Souza Júnior, a melhora gradual da pesquisa revela um aumento da confiança do consumidor na capital, acompanhado dos recentes dados positivos da economia nacional. “Já é tradição, sempre no começo do ano, as empresas do comércio ofertarem descontos para limpar os estoques e, consequentemente, isso acaba por aumentar o faturamento das lojas”.

É o que revela os componentes Momentos para Duráveis, que apresentou alta mensal de 10,5% e atingiu 46,5 pontos, seguido do Perspectiva de Consumo, que registrou uma elevação de 5,4% sobre o mês anterior, somando 56,3 pontos. No entanto, no comparativo com janeiro do ano passado, os índices atuais estão negativos em 32,2% e 26,1%, respectivamente.

Em Mato Grosso, o saldo no acumulado do ano, de janeiro a novembro do ano passado, já chega a 26.311, o que reflete no resultado positivo o componente Emprego Atual, que apresentou alta mensal de 3,9% (108,1 pontos). Mas também bem abaixo no comparativo com janeiro passado, quando anotava 117,3 pontos.

O único componente a apresentar variação negativa no mês foi Perspectiva Profissional, de apenas 0,2% (103,7 pontos). Já na comparação com o mesmo período do ano passado, houve melhora de 7% no indicador, que somava 96,9 pontos.

O presidente da Fecomércio reforça, ainda, a importância da vacinação na população contra a Covid. “A expectativa para a vacinação também contribui para a elevação da pesquisa neste início de ano, pois contribuirá de forma significativa para a reabertura total das atividades comerciais e de serviços, entretanto, é importante que as medidas de biossegurança continuam sendo respeitadas”.

As informações são da assessoria.

Redação Só Notícias (foto: assessoria/arquivo)