Economia

Empresários americanos conhecem potencial do Nortão para comprar madeira

Diretores do Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte do Estado de Mato Grosso (Sindusmad) se reuniram, em Sinop, com representantes de uma empresa americana interessada em importar madeira e com diretor de uma importadora. Eles detalharam as potencialidades do setor em Mato Grosso e avanços em qualidade, programas de certificação, manejo e demais procedimentos. Eles também conheceram a capacidade de produção, qualidade e legalidade da madeira mato-grossense.

A empresa americana vem comprando espécies nativas do Sul, como Pinos e Eucalipto e agora passa a avaliar as espécies que tem no Nortão e demais regiões. “O Norte de Mato Grosso possui um potencial muito grande para exportação e essa visita é prova disso. O sindicato se coloca como um suporte para os empresários do setor”, disse o novo presidente do Sindusmad, Wilson José Volkweis.

“Os inspetores tiveram uma impressão excelente do setor no Norte de Mato Grosso, mas principalmente com a organização do Sindicato”, aponta o diretor comercial da empresa no Brasil, Ari Zolet. “Diante de toda credibilidade e controle apresentados aqui, ficou acertado que iniciaremos as negociações, inclusive em outros tipos de madeira, sem ser o laminado. Todos os empresários do setor madeireiro que quiserem comercializar, estão com o caminho aberto”, destaca o diretor, através da assessoria.

O interesse no mercado mato-grossense é resultado das dificuldades que os Estados Unidos enfrentam na compra de matéria prima legalizada. A princípio, a madeira era importada de países da África, entretanto nem toda documentação era fornecida.

A assessoria do Sindusmad também informa que participaram do encontro 20 empresários que operam para o mercado externo, quanto os que comercializam seus produtos no país.

 

Só Notícias (foto: Junior Morais/assessoria)