Economia

Em recuperação judicial, empresa aérea cancela 50 voos em Mato Grosso

A Avianca cancelou 50 voos que faria nos próximos dias em Mato Grosso. A suspensão é causada pela devolução de 18 aeronaves que a companhia fez ontem devido a um processo de recuperação judicial, desde dezembro, e que afetou mais de mil voos em todo Brasil. Foram cancelados trechos que têm como destino Cuiabá, Brasília (DF), Guarulhos (SP) e Campo Grande (MS).

A bancária Viviane Teles teria um voo de Brasília para Cuiabá no próximo domingo, mas, em cima da hora, soube do cancelamento da Avianca e que só poderia pedir o reembolso na agência pela qual comprou a passagem. Ela se disse prejudicada não só financeiramente, mas porque está em preparação intensiva para uma prova e passou por estresse com a perda de tempo.

“Comprei em fevereiro sem saber da situação da empresa. Agora vou ter que pedir o reembolso e sabe-se lá quando vão me pagar, sem contar que ainda tenho que comprar outra passagem em cima da hora por um valor cinco vezes maior do que paguei para a Avianca. Assim como muita gente está fazendo, vou processar a empresa pela falta de respeito e por me atrapalhar tanto”, declarou ao Só Notícias.

A empresa passa por dificuldade financeira e, por falta de pagamento, teve que devolver as aeronaves após longo período de cobrança judicial. Desde 13 de abril os voos são cancelados rotineiramente, mas a empresa mantém os canais de vendas abertos.

Em nota, a empresa diz apenas que teve que cancelar “voos pontuais” e que está “tomando todas as medidas necessárias para manter a normalidade das nossas operações”. Disponibilizou uma lista com os voos cancelados e orienta sobre o reembolso explicando que devem ser pedidos diretamente com quem foi efetuada a compra, seja com a companhia ou com as agências.

No site da Agência Nacional da Aviação Civil (Anac) tem orientações aos clientes, reclamações também podem ser feitas no site consumidor.gov.br e no Procon.

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: arquivo/assessoria)