Economia

Custo do metro quadrado acumula alta de 1,58% em Mato Grosso

O custo do metro quadrado (m2) em Mato Grosso chegou a R$ 1.061,16 em outubro e acumula alta de 1,58% em 1 ano, segundo o Índice Nacional da Construção Civil (Sinapi), divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (10). É uma das menores variações do país e ficou abaixo da média de aumento nacional, que chegou a 3,75% até outubro.

Em 2017, a variação no custo do m2 foi de 1,5% no Estado, também abaixo da média nacional, de 3,14%. Mesmo com variação inferior em relação à maior parte dos estados, o custo do m2 em Mato Grosso é um dos mais altos do Centro-Oeste, perdendo apenas para o Distrito Federal, onde o m2 custou R$ 1.109,80. Também está acima da média nacional, que em outubro atingiu R$ 1.059,68.

Em relação a setembro, o custo do m2 subiu 0,61% em Mato Grosso, enquanto o avanço na média nacional foi de 0,16%. O valor para construir no Estado aumentou de R$ 1.054,72 para R$ 1.061,16. Em janeiro, o valor era de apenas R$ 1,047 mil. A alta foi impactada pelo aumento dos materiais de construção, cujo custo subiu de R$ 569,59 em setembro para R$ 576,03 em outubro, enquanto a componente mão de obra se manteve estável, em R$ 485,13

A variação apresentada no custo do metro quadrado é decorrente das altas no preço dos combustíveis e da energia, de acordo com José Wenceslau de Souza Junior, vice-administrativo da Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção de Mato Grosso (Acomac/ MT). “Os custos de logística representam entre 5% e 15% do preço do material de construção”. O impacto no custo do material fica em torno de 8% e varia de acordo com o peso do material transportado. Cerca de 80% dos materiais comercializados no Estado são provenientes de São Paulo e onerados pelo custo do frete.