Economia

Construção de frigorífico de aves em Lucas Rio Verde está adiantada

As obras de agroindústria de aves no município está em ritmo adiantado. O frigorífico de aves é um empreendimento da Ema (Empresa Mato-grossense de Alimentos) que deverá atuar no abate e comercialização de frangos.

De acordo com Paulo Franz, diretor executivo da Ema, toda parte de infra-estrutura, terraplenagem, arborização, isolamento da área, guarita de entrada e o prédio que vai abrigar o departamento pessoal, já foi concluída. “Agora estamos erguendo a parte que chamamos de indústria-mãe, que terá 1.850 metros quadrados e deverá ser concluída em 4 meses”, explicou.

A indústria deverá ter, no total, 12,5 mil metros quadrados de área construída. “Se tudo der certo, até no final de 2006 estará tudo concluído”, explica. O projeto do frigorífico está orçado em R$34 milhões, mais o investimento em fomento na implantação de aviários.

“O projeto inclui também a implantação de 256 aviários”, afirmou Franz. A capacidade inicial de abate será de 150 mil aves por dia. A partir do 2º ano de abate, a meta do grupo é estar abatendo 300 mil aves por dia. “O objetivo da Ema é trazer uma indústria de porte para Lucas do Rio Verde, abrindo oportunidades para que o agricultor tenha mais uma opção de diversificação, sem contar que vai fomentar também a produção de milho-safrinha”, explicou o diretor.