Economia

CDL de Sinop está otimista com vendas para o Dia dos Pais

No Brasil o Dia dos Pais é comemorado no 2º domingo do mês de agosto, data diferente da americana e européia. Ele foi instituído no dia 14 de Agosto de 1953, período que coincide com o dia de São Joaquim, patriarca da família. Para os comerciantes este é um bom motivo para as vendas aumentarem.

Maria Madalena de Lima Silva, gerente de uma loja especializada em confecção masculina, acredita que as vendas serão boas mesmo com a crise. “Com os problemas econômicos que nossa região está enfrentando perdemos um pouco a base para firmarmos nossas metas, geralmente no dia dos pais as vendas aumentam 40%, esse ano esperamos pelo menos metade desta porcentagem, mas que teremos um aumento teremos”, disse Madalena que está programando promoções com prazos de pagamento para seus clientes.

Outro comerciante que está de olho na somatória (momento econômico + dia dos pais), é Rafael Fernandes Turatti, gerente de uma tabacaria. “Estamos otimistas, sabemos que este ano a realidade é outra, tivemos anos em que nossas vendas aumentaram 50% em agosto porque, alem do dia dos pais temos o festival de praia, este ano esperamos um aumento real de 15 a 20%”, explicou Rafael.

E há aqueles lojistas que encaram o momento apostando na data como uma impulsionadora para o segundo semestre do ano. “Agora teremos um dos maiores estímulos para as vendas, o dia dos pais é nossa terceira melhor data, perdendo apenas para o natal e dia das mães”, comentou Cleiton Fernando Gottardi, gerente de uma loja de calçados. A empresa trabalha com uma meta de 30% de aumento nas vendas em relação com o mês de julho e 10% em relação ao ano anterior. “Nossos vendedores estão na expectativa, já preparamos panfletos com promoções, de preços e formas de pagamento e nossos clientes vão sentir o diferencial da data semana a semana”, comentou Cleiton.

O Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Sinop, Afonso Teschima Junior concorda com os comerciantes e também está otimista com o segundo semestre. “Acreditamos que a crise econômica que enfrentamos no primeiro semestre irá diminuir pouco a pouco no segundo semestre, afinal começamos bem, com Festival de Praia e Dia dos pais, na seqüência temos o aniversário da cidade e o Liquida Sinop, dia das crianças e Natal, somando ao fato que neste período diminui a carga de tributos que temos que acertar e verificando que os problemas nos setores da agricultura e da madeira tem sido resolvidos, poderemos chegar ao fim de 2005 com saldo positivo”, finalizou Afonso.