Economia

Brasil lidera ranking mundial dos juros altos

O Brasil continua liderando o ranking mundial dos juros altos, segundo dados da consultoria GRC Visão. A taxa brasileira, de 19,25% ao ano, é a maior entre os 40 países que fazem parte do levantamento da consultoria.

Logo atrás do Brasil aparecem, na ordem, Venezuela (17,1%), Turquia (15,8%), Rússia (13%) e México (9,3%).

O Brasil tem também o maior juro em termos reais (que desconta a inflação), com taxa de 12,9% ao ano, segundo cálculo da GRC Visão considerando um inflação de 5,58% para os próximos 12 meses.

A taxa básica brasileira (Selic) vem subindo desde setembro do ano passado. Amanhã, o Copom (Comitê de Política Monetária) do Banco Central decide qual será a trajetória do juro nos próximos 30 dias.

O mercado está dividido sobre qual será a decisão da autoridade monetária. Alguns analistas apostam em aumento de 0,25 ponto percentual na taxa, por conta dos avanços dos índices de inflação. Outros, porém, acham que o BC não vai mexer na taxa, pois alguns indicadores econômicos já apontam desaceleração.

É o caso, por exemplo, da produção industrial, que caiu 1,2% em fevereiro na comparação com janeiro, segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).