Economia

Assinado contrato de R$ 1,6 bilhão para concessão da MT-220 entre Sinop-Tabaporã

A secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados do Estado de Mato Grosso e Consórcio Via Norte Sul assinaram o contrato de concessão da MT-220, trecho entre Sinop e Tabaporã. O valor é superior a R$ 1,6 bilhão, para obras de revitalização e manutenção, dentre outras. O trecho compreende 138,4 quilômetros e o prazo de concessão é de 30 anos, contados da data de assinatura do termo de transferência do sistema rodoviário, que deve ser realizado já nos próximos dias.

O preço da tarifa ofertado pelo consórcio foi de R$ 8,25 e são previstas três praças de pedágio. O contrato foi assinado na última semana, entretanto o extrato foi divulgado somente, ontem, no Diário Oficial do Estado.

O leilão da rodovia foi em novembro do último ano. Audiências públicas foram realizadas para a concessão e em estudo divulgado pela Sinfra, em 2020, a previsão é que o trecho receba serviços de recuperação, manutenção programada e melhorias. A previsão é de implantação de via marginal com largura de 6 metros e passeio lateral de 2,50 metros, assim como a implantação de baias de ônibus com abrigo duplo e passeio de concreto com 2,50 metros de largura.

Além disso, deverão ser feitas travessias para pedestres, com redutor eletrônico de velocidade, bem como iluminação, canteiro central e a adequação de pontes. A empresa concessionária deverá construir um centro de controle operacional, uma base de serviço operacional e implantar Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU), bem como oferecer outros equipamentos para atendimento aos usuários da rodovia.

Em novembro, o governo do Estado ainda leiloou trecho entre Jangada e Itanorte, nas MT-246, 343, 358 e 480, com 233,2 quilômetros. Com oferta de tarifa de R$ 7,90, o valor do contrato é de R$ 3,103 bilhões. Já para último lote, com 140,6 quilômetros da MT-130, entre Primavera do Leste e Paranatinga, o contrato é de R$ 1,7 bilhão, com tarifa de R$ 7,90.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: Marcos Vergueiro/assessoria)