terça-feira, 21/maio/2024
PUBLICIDADE

Alunos que controlam robô salva-vidas recebem prêmio do Senai MT

PUBLICIDADE

Robôs são usados hoje em tarefas do cotidiano que o ser humano não pode executar, seja pela insalubridade ou pelo perigo que representa à vida. Eles desarmam bombas. Filmam ambientes nocivos à saúde ou mesmo longas hollywoodyanos. Na medicina, ajudam médicos a salvar vidas, executando cirurgias com incisões milimétricas consideradas minimamente invasivas. Nas fábricas, podem aumentar a produção ou reduzir impactos ao meio ambiente. Apenas robôs conseguem organizar materiais em depósitos sem luz ou mesmo contar até duas mil cápsulas de remédio em apenas um minuto.
 
O robô produzido pelos alunos do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai-MT), por enquanto, foi usado apenas para fins didáticos e na Olimpíada do Conhecimento 2010, maior competição de educação profissional das Américas que ocorreu este mês no Rio de Janeiro. No entanto, o protótipo atende a todas as exigências de um modelo industrial usado nas situações citadas acima. Três estudantes do Estado competiram na modalidade Robótica Industrial e conquistaram medalha de prata no torneio. E, por isso, Cleiton Pereira dos Santos, Luiz Paulo do Nascimento de Camargo e Cleiton Amaro Pinheiro Silva foram premiados hoje (26-03) pelo Senai-MT. O trio ganhou R$ 6mil e câmera fotográfica digital 12MP. O instrutor Rodrigo Ferreira de Souza, responsável pela preparação deles, recebeu uma TV LCD 32’’.
 
Além do trio, outros cinco alunos (Renato Pereira Brandão, Paulo Henrique da Silva Costa, Wanderson Pereira de Oliveira, Nayara Iraidy Moraes Ferras e Fábio de Jesus Araújo) foram premiados com um MP4 pela conquista de certificados de excelência nas ocupações de Aplicação de Revestimento Cerâmico, Robótica Móvel, Segurança do Trabalho e Tornearia, respectivamente. O documento é concedido pelo desempenho acima da média entre os colegas de todo país que concorreram nas mesmas ocupações. Renato, que obteve a melhor nota entre os alunos da delegação mato-grossense, conquistou o Certificado Top Members e ganhou uma câmera fotográfica digital 10MP. O instrutor dele, Robson da Silva Souto, recebeu uma filmadora.
 
A solenidade ocorreu esta manhã (26-03), na sede do Sistema Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (Sistema Fiemt), e contou com a presença de familiares dos alunos, diretores do Sistema Fiemt e colaboradores do Senai-MT. Na ocasião, o diretor regional do Senai-MT, Gilberto Gomes de Figueiredo, apresentou os dados referentes à classificação geral do Estado e dos alunos por ocupação. “Mato Grosso ficou à frente de 12 Estados brasileiros e ultrapassamos os resultados de 9 países da América. Tivemos uma performance espetacular. Ainda precisamos avançar. Mas agradeço a colaboração de todos que deram o máximo de si para alcançarmos este desempenho”.
 
Figueiredo também explicou o conceito da prova de Robótica. “A organização simulou uma situação em que meteoritos radioativos caem na Terra e, por serem nocivos ao ser humano, precisariam ser retirados por robôs. Nos testes, os alunos precisaram programar o protótipo para recolher esses materiais tóxicos e armazená-los em local seguro”. A apresentação foi concluída com a exibição de um vídeo com imagens da competição, desde a abertura até a premiação dos alunos da Robótica Industrial. O filme e a premiação comoveram os familiares dos alunos, que puderam conferir um pouco da rotina enfrentada por eles no Rio de Janeiro. “É muita emoção. Saímos do interior de Mato Grosso, da zona rural do município de Brasnorte, e agora vemos nosso filho ser reconhecido e com perspectiva de um importante futuro profissional”, comentou o pai de Luiz Paulo (Robótica Industrial), Valdeci Argeu de Camargo.
 
Na ocasião, o presidente do Sistema Fiemt, Mauro Mendes, lembrou que os alunos representam e são exemplo para centenas de jovens que estão ou podem entrar no Senai. “O desempenho do Senai-MT na Robótica Industrial demonstra a atuação estratégica da instituição, que investe em tecnologia e inovação. Estamos antecipando o futuro na medida em que percebemos que a automação é um caminho inevitável às grandes indústrias e preparamos mão de obra para atuar com excelência e competência”.

 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

IPVA em Mato Grosso com 10% de desconto à vista vence dia 29

O prazo para pagar o Imposto sobre a Propriedade...

Termina hoje prazo de renegociação do Desenrola Brasil

Os devedores de até R$ 20 mil que ganhem...

Nova Mutum acumula R$ 1,6 bilhão em negociações no exterior

As indústrias em Nova Mutum embarcaram 3,5% dos produtos...
PUBLICIDADE