Cultura

Vem pra Arena movimenta outros segmentos como economia e turismo

Além da diversidade cultural, o Vem pra Arena traz retornos positivos a outros segmentos como o turismo e a economia. É ainda uma forma levar à população lazer e entretenimento gratuitos em uma programação diversificada e de boa qualidade. A Feira Gastronômica e a de economia criativa, por exemplo, garantem renda de 165 pessoas e suas famílias com o comércio de alimentos, exposição e venda de produtos.

Já o espaço de lazer e infantil (brinquedos) envolve cerca de 40 pessoas que trabalham durante os dois dias. Os vendedores ambulantes que ficam no entorno e na área externa também são beneficiados. São cerca de 50 famílias que reforçam a renda mensal com a venda de comida e bebida.

Além da presença da Polícia Militar, a segurança recebe reforço com a contratação de 50 homens. Na área da limpeza, são 40 pessoas contratadas. Milhares de pessoas que frequentam o evento saem de municípios diversos e contribuem com o segmento turístico e a rede hoteleira, que oferece descontos para quem se hospedar por ocasião do Vem Pra Arena, graças a uma parceria da Secretaria de Estado de Cultura (SEC) com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH) em Mato Grosso.

Ricardo Palombo é um destes visitantes que vem de Primavera do Leste para prestigiar o Vem pra Arena. “Eu vejo como uma oportunidade espetacular de assistir uma grande banda de rock. 'O Terno' tem músicas geniais. Agora podemos assistir aqui no Mato Grosso e, ainda por cima, gratuito”, observou.

Não apenas os artistas, mas as equipes e técnicos de som também são beneficiados ao receberem remuneração pelo valor de seu trabalho. Nesta edição são 65 artistas e 15 técnicos de palco e som trabalhando no sábado e domingo.

O artesanato regional, uma das engrenagens da economia de Mato Grosso, é outro gerador de emprego e renda. As três edições deste ano envolveram 85 artesãos em um esquema de rodízio que comercializaram mais de 2.600 peças, rendendo um total de R$ 32 mil. Nesta quarta edição cerca de 30 profissionais do artesanato marcam presença na Arena Pantanal.

A artesã Artemia Junqueira, que participa do Vem Pra Arena desde a primeira edição, diz que o retorno financeiro é muito positivo. “Vem gente de tudo quanto é lugar do estado e até de fora, que leva o nosso trabalho e mostra o nosso valor”, disse Artemia, que comercializa peças de madeira e bijouterias feitas de coco.

O artesão Geraldo Lopes vende bonecas de pano e também avalia como positiva a participação na Feira de Artesanato do Vem Pra Arena, realizada em parceria com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec). “É um retorno muito bom para o artesanato produzido aqui no estado. Temos visibilidade, é um local de fácil acesso e freqüentado por centenas de pessoas”.

Ao todo, a movimentação de diversos setores nestes dois dias de evento vai gerar mais de 450 empregos diretos e indiretos. O Vem Pra Arena ocorre neste sábado (15) e domingo (16), a partir das 17h30 na Arena Pantanal. A entrada é gratuita.