Cultura

Humoristas de destaque no cenário local e nacional compõem programação evento em Cuiabá

O Circuito de Festivais de Teatro de Mato Grosso dá início a mais uma etapa. Desta vez, o já consagrado Humor do Mato integra o programa de fomento às artes cênicas que alcança vários municípios do Estado. Entre os dias 20 e 23 deste mês, bem como de 12 e 19 de novembro, o humor ganha novas facetas em Mato Grosso, garantindo a diversão do público.

Ao todo, 22 humoristas mato-grossenses e outros quatro artistas nacionais, Nerso da Capitinga, Eri Johnson e Pedro Manso e o Maloka, figuram ao lado de grandes nomes mato-grossenses, como Nico e Lau, André D’ Lucca, Comadre Pitu e Totó Bodega, Taty Baracatty, Nico e Lau, Tchó e Béppi (Sinop), Bastiana Cacerense (Cáceres), Alma de Gato, Creonice, Xô Dito, Penélope e Creissiewerson (ganhador do Concurso de Humor em Cuiabá), dentre tantas referências.

A programação do Humor do Mato – que tem patrocínio da Secretaria de Estado de Cultura – chega à capital e ao Vale do Rio Cuiabá. Entre os dias 20 e 23 de outubro, o palco do Teatro do Cerrado Zulmira Canavarros recebe 4 espetáculos nacionais e sete regionais. Na abertura, haverá show com Pedro Manso – famoso pelas imitações de várias personalidades – e ainda, shows regionais com Nico e Lau e Taty Baracatty, personagem de Maurício Ricardo.

De acordo com um dos idealizadores do evento, Lioniê Vitório, a iniciativa da SEC impulsiona o alcance do teatro em Mato Grosso. “O Circuito é resultado da soma de esforços entre artistas, produtores culturais e o poder público, que amplia a atuação do teatro em Mato Grosso, qualifica e transforma realidades. É imprescindível que essa conexão entre os festivais ganhe ainda mais força”, diz.

Até o dia 23 serão apresentados três espetáculos por noite, sendo um nacional e dois locais. Já na segunda etapa, o Humor do Mato estende suas apresentações a duas outras cidades. No dia 12 de novembro, integra o Festival Gastronômico de Chapada Original e no dia 19, é o público de Santo Antônio de Leverger quem recebe shows de Nico e Lau e Tchó e Béppi.

O Festival trabalha e difunde o gênero mais popular das artes cênicas: A comédia é realizada pelo Instituto Leverger, com a produção da Nico e Lau Produções. Com o tema ”Rir ou não rir, eis a questão!”, os organizadores fazem uma referência ao dramaturgo inglês Shakespeare e o homenageiam nos 400 anos de sua morte.

Vale ressaltar, os artistas que integram a programação foram convidados. O objetivo é idealizar uma programação que revele a diversidade da cultura brasileira, trazendo representante das diversas regiões do país, com sua identidade e linguagem próprias.